Antonio Silvino em Esperança (Parte II)

By | 10.4.11 1 comment
Escrevemos noutra oportunidade sobre as aparições de Antonio Silvino em Esperança. O cangaceiro, - cujos feitos e aventuras foram descritos por Francisco das Chagas Batista no cordel “A Vida de Antonio Silvino” (1904) -, percorreu a nossa região e, segundo relatos, arrecadou dinheiro neste município sob o compromisso de abster-se de perturbar os comerciantes locais.
Reforçando ainda mais a presença do velho “Rifle de Ouro” encontramos referência no cordel “História do Capitão Antonio Silvino – do Agreste ao Sertão”, escrito por Ary Dantas, com argumento, teoria e rima do locutor Israel Galdino (Longa Ponga). O material pertence ao acervo de Antonio Barbosa, que nos franqueou a agradável leitura. E foi doado pelo radialista em 30/03/2011.
Anotamos alguns versos do cordel:

No município de Esperança
O prefeito Manuel Rodrigues
Era uma grande liderança
No Cemitério eles se encontraram
Com Silvino que lhe entregava
Um dinheiro para as suas andanças”.
(Op. Cit., p. 08).

E mais:

Seu Porfírio aqui de Esperança
Guarda uma arma de lembrança
Que o Capitão Antonio Silvino
Na sua vida lutara
Com a sua grande turma
Que com a arma executava
(Op. Cit., p. 07).

Naquele tempo era comum a presença de cangaceiros na região. Consta ainda que no dia 28 de maio de 1910, em Lagoa de Pedra, houve uma acirrada luta entre a polícia e os cangaceiros, tendo caído morto o Alferes Antônio Pereira de Melo.
Narra ainda o folheto que em 1913, no atual município de São Sebastião de Lagoa de Roça, o alferes Joaquim Ferreira Coura, bisavô de Israel, desafiou Antonio Silvino e deu-lhe um tiro de raspão. Porém, temendo um mal maior foi refugiar-se em Santa Luzia.
Segundo o site onordeste.com, o cangaceiro: “No auge da vida de bandoleiro, agiu em Fagundes, Esperança, Monteiro, Alagoa Grande e Cabaceiras, até ser preso e levado para a Casa de Detenção, no Recife, onde ficou 22 anos”.
Liberado por força do indulto em 1937, Antonio Silvino teria telegrafado ao Ministro José Américo de Almeida solicitando um emprego federal “pelos relevantes serviços que prestei ao Nordeste” (SANTOS: 2001, p. 181).

Rau Ferreira


Leia também: Parte IParte IIIParte IV
Fonte:
-         BATISTA, Francisco das Chagas. Literatura popular em verso. Casa de Rui Barbosa: 1977, p. 83/84;
-         DANTAS, Ary. GALDINO, Israel. História do Capitão Antonio Silvino – do Agreste ao Sertão. Cordel, edição N° 06. Acervo de Antonio Barbosa. Esperança/PB: 2011;
-         ESPERANÇA, Livro do Município. Ed. Unigraf. Esperança/PB: 1985, p. 35.
-         FERNANDES, Raul. Antônio Silvino no RN. Ed. Clima: 1990, p. 56;
-         http://cgretalhos.blogspot.com: Antonio Silvino, 25/08/2010;
        http://www.onordeste.com, acesso em 07/04/2011; 
-         SANTOS, Valter Araújo dos. S. Sebastião de Lagoa de Roça - Anotações para a sua história. Ed. Gráfica Fabrício: 2001, p. 178/181.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

1 Comentários:

Rhea disse...

OI QUERIA MUITO SE VC PUDER ME AJUDAR É SE VC TEM A BIOGRAFIA DE ARY DANTAS POIS SEUS PAIS SÕS DAQUI DE S. S. DE LAGOA DE ROÇA O UNICO MATERIAL QUE TENHO É ESSA FOTO DO TRIBUTO QUE ELE ESCREVEU

http://images.orkut.com/orkut/photos/PQAAAIwr4Ns5LCpuFxHCD7bI1IKelMuGk40eP_-gupdfRfHz6bLcGYmA2xr3ZUGUxFSUVr5R9g10hDCAiNr8MTg9JDMAm1T1UAvlLaBFTY1-8E9b_juON6B5_ZtA.jpg

FICAREI GRATA SE VCS PODEREM ME AJUDAR . ROSINILDA