Histórias de Ovn's (Parte III)

By | 18.2.15 Deixe seu comentário
Por Júlio César (*)

Ufologia: Explosão ou Disco Voador?

Neste caso em particular, eu fui testemunha, não somente eu, mas praticamente todos os moradores da Rua Antenor Navarro e de outros 10 municípios da Paraíba. O horário possivelmente era umas 19h, quando uma vizinha chegou na porta de nossa casa gritando desesperada; “Jesus ta descendo do céu, é o dia do julgamento!”, minha mãe, claro, assustou-se e sem entender nada ficou espantada. De repente, ouvíamos um grita, grita na rua, era um alvoroço de gente correndo e carro buzinando. Até que um colega meu praticamente “emburaca” lá em casa e diz; “vem ver, tem um disco voador gigante passando sobre a cidade!”.
Não deu outra, saímos todos, exceção do meu pai que achava tudo besteira de beata. Mas, ao sair, vi um polvoroso na rua, todos olhavam para o céu. Os idosos, alguns com terço na mão, e jovens apontando a tal visão no céu. O evento deu-se por trás da casa onde eu morava e realmente foi algo entre o maravilhoso e o assustador. E o que testemunhei?
Era uma gigantesca esfera de luz branca e que seqüencialmente parecia sair de sua parte central cores múltiplas. Primeiro vermelho, depois amarelo, verde e azul e por fim um violeta. Este se mantinha ocupando completamente a esfera que ao poucos se apagava deixando apenas uma espécie de fumaça lilás brilhosa. Até ali, tinha sido a coisa mais linda que já tinha visto no céu.  Se aquilo era o inicio do fim do mundo, devo dizer que é um espetáculo de cores vivas e intensas. Vale à pena está próximo para testemunhar.     
Passado o evento, o assunto ganhou a “boca miúda”. Logo chegou a policia e os policiais foram cercados por populares que falavam o que tinham visto. Muita gente estava tensa e todos queriam narrar e descrever o objeto. Lembro-me que chegou depois outro carro de policia e nele acho que tinha chegado o delegado. Todos cercaram o homem que estava tão sem entender o que era, quanto qualquer um dali.
Lembro-me dos bêbados todos parados em frente ao antigo Bar da Fava ainda olhando para o céu, do senhor Luiz Besouro agitado falando com o barbeiro e tudo mais. A polícia passou a circular a rua pedindo para as pessoas entrarem em suas casas.
Anos depois, já residindo em Campina Grande é que soube que o fato teria sido uma explosão de um foguete testado na barreira do inferno em Natal e dependendo do local atmosférico que se encontre a detonação, pode produzir esse tipo de efeito luminoso. Depois descobri que aquele fenômeno foi visto também em Soledade, Pocinhos, Olivedos, Cubati, Areial, Remígio, Lagoa de Roça, Lagoa Seca, Campina Grande (proximidades do bairro das nações) e Esperança.
Hoje em dia, pouca gente lembra-se deste fato, quando estive em Esperança recentemente conversei com moradores da Antenor Navarro sobre isto, ninguém lembrava mais e apenas alguns dizem ter ouvido falar nessa história. Mas, que não passa de história. Quem sabe alguém lendo este texto não consiga se lembrar deste fato e traga a sua versão a toma. O que sei é que até hoje não sei se aquilo que todos testemunharam era uma explosão na atmosfera, ou um óvni. Quem sabe?  


Por Júlio César (*)


(*) Cartunista e pesquisador, atualmente desenvolve um projeto que finalizará em 2014 com a publicação de um livro sobre o futebol paraibano.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: