Esperança: Primeiro balancete (Por João de Patrício)

By | 28.12.16 Deixe seu comentário
PME: Balancete de 1926
Como já havia publicado em outras postagens sobre atos administrativos do nosso município, essa postagem que agora publico, sobre a primeira prestação de contas da prefeitura de Esperança, cujo documento completará 90 anos, no próximo dia 31 do corrente mês.
É um documento histórico que nunca foi publicado. Pois, naquele longínquo dia, 31 de dezembro de 1926, fôra prestada, oficialmente, as contas públicas do recém município emancipado.
Um fato interessante que me chama a atenção é que foi elaborado pelo então secretário do prefeito, o sr. Theotonio Rocha, primeiro secretário municipal do município de Esperança.
Focando cada item daquela prestação de contas, nota-se que, quase tudo era pago pela prefeitura, com rendimentos dos parcos impostos e taxas arrecadados durante todo o ano. Senão vejamos, alguns detalhes mais interessantes das despesas pagas com o erário municipal foram pagamento de telegramas oficiais, despesas com a delegacia de polícia, despesas com o reservatório de água, o tanque do governo como assim ficou conhecido, aumento da rede elétrica até a rua São Sebastião, compra de uma bandeira nacional, despesas com a posse dos conselheiros municipais; utensílios para o carrocilho (carroça de lixo), despesas com o posto profilático (posto de saúde), desapropriações de casas velhas, confecção de placas para o ano de 1927, selos para documentos e um relógio para o Conselho.
Assim, diversos fatos ficaram omissos ao público durante os primeiros anos de administração pública municipal. Vale salientar que, por Decreto do Prefeito, Manoel Rodrigues de Oliveira, adaptou o balancete municipal ao do município de Alagoa Nova.


João Batista Bastos
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Postar um comentário