Espeleologia Esperança

By | 6.6.16 Deixe seu comentário
Irineu Jóffily, há mais de 120 anos, afirmava que “No terreno em que está Banabugé e em seu districto há numerosos tanques ou cavernas obstruídas”.
De fato, a nossa região está assentada sob um imenso plateau calcáreo. Lajedos, caldeirões e tanques são facilmente encontrados, o que propiciou, de certa forma, a aglomeração de pessoas, já que a água foi o elemento necessário aos primeiros desbravadores.
Essas formações foram originárias da erosão aos longo dos séculos e, no dizer do Professor Leon Clerot, tais concreções fizeram surgir também grutas calcarias.
Em suas pesquisas, o autor de “30 Anos na Parahyba” (Editora Pongetti: 1969), constatou que “no alto Curimataú entre Esperança e as nascentes do rio Cabeço na estrada da maniçoba (há) afloramentos que se prolongavam até Araras”.
Estes passaram a ter interesse arqueológico, posto que apresenta inscrições rupestres gravadas ou pintadas nas pedras; ou por vezes, escondem em seus solos, protegidos da ação do tempo, urnas funerárias dos velhos Cariris, tribo que habitou essas paragens.
No Sítio Pedra Pintada, por exemplo, já foram encontradas panelas de barro com grandes ossadas em seu interior; e na Lagoa de Pedra, um grande painel onde figuras foram inscritas pelos silvícolas, reunindo condições necessárias para o estudo paleontológico, e a prática do ecoturrismo.


Rau Ferreira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: