Pular para o conteúdo principal

Nas vias do absurdo (por Silvino Ferrabrás)

O vento dobrou a esquina
Nas quebradas da maré
Passou num pé de vento
Que fez um “redemunho”.

Levantou do padre a batina
Deixou o aleijado de pé
Do Pelé tirou o assento
E da pele ficô só o rascunho.

O professor de sabatina
Não quis dizer para o Zé
Qual era o remendo
Prá usar na rede de punho.

E agora a estricnina
É santo remédio prá muié
Melhorar dos pensamento
E não deixar o bicho “bizunho”.

Banabuyé, 27 de janeiro de 2015.


Silvino Ferrabrás

Comentários