Há 70 anos...

By | 8.1.16 Deixe seu comentário
Representação natalina - Por Inacinha Celestino
Há 70 anos uma família esperancense ganhava algumas peças da representação natalina. A dona da casa fez a ornamentação com as imagens do Salvador e da família sagrada. O seu esposo atento àquela abnegação da mulher providenciara a iluminação. Era o Natal de 1945. O menino Jesus nascia em Esperança em plena efervescência mundial.
Na mensagem evocativa: Gloria in Excelsio Deo. E naquele lar, Deus era sim glorificado. Dona Júlia era uma mulher santa, e com muita razão chamada de “a mãe dos pobres”. Seu Titico também não ficava para trás, musico e inventor estava sempre disposto a ajudar quem precisasse.
A “Lapinha” estava pronta para receber as primeiras visitas. De portas abertas, de coração aberto as pessoas prestavam homenagens ao “menino” que seria o Leão de Judá. Mas coube a filha Inacinha dar continuidade a tradição que se renova ano após ano.
Com o tempo foram sendo acrescentadas novas figuras. Algumas imagens vieram da Bahia e tem pintura italiana, e hoje o acervo se encontra completo.
O “presépio” tem em torno de um metro de altura e ocupa uma área de 16m2. A gruta é composta de papel madeira, formando os contornos das pedras. As suas imagens reproduzem os animais e personagens bíblicos, como os Reis Magos. Possui ainda um lago feito de espelho. A ornamentação é de plantas naturais, cultivadas pela própria filha do casal. Já a cortina de fundo é obra do artista Chico Pintor. Desde 1988, este cenário não é desmontado.
Durante o ano, costuma receber inúmeros turistas e curiosos que fazem questão de fotografar aquela cena do Menino Jesus.
Há 70 anos uma família presta homenagem ao Criador, louvando a data de seu nascimento.

Rau Ferreira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: