Banaboé Cariá: Algumas notas

By | 28.4.15 Deixe seu comentário
O Telegrafista Adjunto da 4ª Classe, Sr. José de Oliveira Churchatuz, da agência de Esperança, na Parahyba do Norte, solicitou abono para o aluguel de uma casa. O pedido foi indeferido em face das informações DR PB 5.228-36. A nota foi publicada no Diário Oficial da União em 1937.

A música (filarmônica) de Banabuyé tocou na feste de Sant’anna em 1890. Durante os ensaios, fora perturbada por um cidadão que queria furar-lhe o bombo. Interveio em seu socorro Paulino Rodrigues Pinto, que conseguiu prender o meliante e encaminhar as autoridades. Em nota publicada n’A Gazeta do Sertão, de Irineu Jóffily, os músicos agradeciam o apoio do Juiz do Termo, Dr. Joaquim Eloy Vasco de Toledo, e do Delegado que prestou relevantes serviços aos visitantes.

Entre 1713 e 1753 foram requeridas várias Sesmarias onde atualmente encontra-se sediado o município de Esperança, compreendendo a de Lagoa de Pedra, de Umbigada, de Lagoa Verde e a de Banaboé.

Inacinha Celestino foi a primeira mulher a assumir a prefeitura municipal por ocasião da transmissão do cargo ao recém eleito prefeito Arlindo Carolino Delgado (1959). Porém, nessas transitoriedade, a primeira pessoa a exercer a chefia do executivo foi o secretário Manuel Simplício Firmesa (1925), quando do afastamento do titular, prefeito Manuel Rodrigues de Oliveira, para tratar de assuntos relacionados a sua firma comercial “Loja Ideal”.

Os rendimentos da feira de Esperança eram melhor do que o da vila, mesmo sendo termo d’Alagoa Nova. Os impostos anuais da feira corriam na ordem de quinze contos e cinqüenta e dois mil reis (15:552$000). Estes dados serviram para documentar as suas possibilidades econômicas que deram ensejo à elevação de categoria municipal, decretada pelos poderes legislativo e executivo em 1925.

No sertão das Alagoas perto do rio Araçagy, há uma data do Riachão de Bonaboié, e nas suas ilhargas, se acham sobras de terras devolutas, pegando do nascente para o poente, conhecida na língua do gentio bravo por Tanque Grande.

Rau Ferreira


Do livro BANABOÉ CARIÁ de autoria de Rau Ferreira. Esperança/PB.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: