Messias - A Paixão de Cristo em Esperança (2015)

By | 23.3.15 Deixe seu comentário
Paixão de Cristo em Esperança (2015)
Revivendo o acontecimento cristão que dividiu a história da Humanidade, o Grupo Teatral Jesus de Nazaré traz para a cidade de Esperança, em seu décimo sexto ano, o espetáculo Messias – A Paixão de Cristo. Uma superprodução com mais de 100 pessoas entre atores, figurantes, equipe artística e técnica, empenhados em apresentar a dramaturgia bíblica dos últimos momentos de Cristo antes de sua morte e ressurreição.
Serão três apresentações do espetáculo, no Clube Campestre, em Esperança, sempre iniciando às 19h30, com acesso gratuito ao público com classificação livre.
“Messias – A Paixão de Cristo” foi apresentada pela 1ª vez na 15ª edição da Paixão de Cristo em Esperança pelo Grupo Teatral Jesus de Nazaré, o qual já conta com 18 anos de fundação e permanência na arte sacra, tendo em seu currículo mais de 15 encenações da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo.
O espetáculo deste ano tem como prelúdio a apresentação da coroação de Jesus e o caminho ao Calvário, acompanhado da música “Homem de Dores com Rosto Ensangüentado”, a qual é uma das canções do espetáculo sacro de Mike Harland, arranjada e orquestrada por Richard Kingsmore, em que ambas são adaptadas e produzidas por Cristiane Carvalho, produtora da Ômega Alfa Ômega (OAO). As dez cenas são apresentadas em cinco cenários-palcos que apresentam a vida pública de Jesus até a sua Assunção aos Céus, passando pela Crucificação e Ressurreição.
Segundo André Oliveira, diretor artístico, o roteiro foi “desenvolvido a partir da seleção dos fatos mais marcantes da vida de Cristo, os quais constam nos Evangelhos de Mateus, Marcos, João e Lucas, detendo-se na pessoa de Cristo, especialmente no seu amor pela vida, traduzida em sua paixão e sofrimento na Cruz”.
Todo o elenco do espetáculo é formado por moradores da cidade de Esperança e serve de espaço de revelação de jovens e promissores talentos, estimulando o dom artístico de cada um, reconhecendo, valorizando e aprimorando mutuamente.

Ascom/GTJN
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: