Por um IHGE em Esperança

By | 19.2.15 Deixe seu comentário
É fato incontestável que a cidade de Esperança é polo regional para inúmeras ações governamentais, além de seu prodigioso comércio. Com efeito, o Município está entre os onze maiores do ICMS do Estado.
Fundada em 1925, possui nomes de peso ligado às artes e a cultura além de outros intelectuais. Possuímos um patrimônio histórico e artístico relevante: os casarões da rua principal, a nossa bela igreja e a casa paroquial, a balaustrada, a capelinha e muitos outros.
No aspecto geográfico, a Itacoatiara dos Caldeirões, os iselbergues e as inscrições rupestre de Lagoa de Pedra chamam a atenção de pesquisadores e estudiosos da área.
E na cultura, danças típicas e movimentos artísticos destacam-se nas estações sazonais. Com tudo isso, é difícil de crer que ainda não temos uma entidade de preservação sediada em nosso Município.
Essa ideia nos foi fomentada pelo Presidente do IHGP, Dr. Joaquim Osterne Carneiro, em sintonia com a iniciativa campinense do IHCG, presidido pela Dra. Maria Ida Steinmuller. E de pronto, decidimos encampar a sugestão empreendendo esforços para a criação do INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DE ESPERANÇA – IHGE.
Os objetivos seriam de fomento da pesquisa e preservação histórico-geográfica e cultural, com a participação da sociedade e das pessoas ligadas às áreas afins. Nesse contexto uma biblioteca e um pequeno museu estão na linha de nossas intenções.
Estamos ainda nos primeiros passos nominando os eventuais membros e fazendo um estudo acerca dos estatutos. A partir daí, ações mais efetivas serão empreendidas.


Rau Ferreira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: