Uma esperança de preservação

By | 11.12.14 Deixe seu comentário

A cidade de Esperança ainda possui um importante acervo predial das décadas de 20 à 40, a exemplo dos casarões da rua Manuel Rodrigues. Mas aos poucos esta realidade vem mudando.  Alguns prédios têm sido reformados em detrimento do nosso patrimônio cultural.
Citemos o edifício da antiga Farmácia S. Pedro, onde funcionou a farmácia de seu Nelson (ver foto). Por muitos anos esta construção manteve intactas as características arquitetônicas originais de sua época. Uma reforma, porém alterou substancialmente este imóvel.
Mas este caso não é o único, a residência do nosso primeiro prefeito e o Cine São José foi demolida para abrigar uma agência bancária.
                        É preciso uma política que resguarde esta arquitetura; o tombamento pode ser a solução. A medida inclusive é constitucional e totalmente viável desde que haja catalogação e uma lei que assegure o embargo numa eventual descaracterização.
                        É importante frisar que o fato de se tombar um imóvel não impede outros gravames como o penhor e a hipoteca, e ainda garante ao proprietário o direito de recorrer ao poder público para a conservação de sua propriedade quando necessário.


                        Rau Ferreira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: