Mais valia, poema de Rau Ferreira

By | 27.10.10 2 comments
À Sabaguim Cabeceiro

Servi a tantos senhores
Hoje não sirvo pra nada
O fruto do meu labor
É fogo morto, chama apagada.

Rau Ferreira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 Comentários:

ISABELE RAKEL disse...

É incrivel como foste capaz de fazer um poema tão curto,mas que conseguisse expressar a realidade desse senhor! Eu e toda equipe do jornal somos prova do momento em que fizeste essa grandiosa homenagem a este homem!
Parabéns!!!

E como é difícil reacender uma chama quando o que resta é pouco carvão. E assim vão vidas sendo queimadas, para sutentar outras vidas, sem as recompensas merecidas.