Pular para o conteúdo principal

Irineu Joffily e suas raízes

Não se sabe ao certo o seu local de nascimento. Há quem diga que esse era natural dessas paragens, o que para nós seria uma grata satisfação.
Irineo Joffily foi um dos grandes historiadores do seu tempo quando a cavalo, percorreu todos os marcos deste Estado para escrever as suas “Notas sobre a Parahyba” (1892) e “Sinopses das sesmarias da Capitania da Parahyba” (1893). A Paraíba deve seu contorno geográfico atual graças aos trabalhos deste incansável pesquisador.
Nascido na casa das lascas, Banabuyê, fazenda Lajedo, lugarejo de Pocinhos, hoje município de Esperança.[1]”, no dia 15 de dezembro de 1843 e falecido em 08 de fevereiro de 1902, Irineo Joffily foi jornalista, redator, advogado, político, geógrafo, promotor etc.
O seu neto escreve [2] comentando as suas Notas, que: “Tenha-se como certo que o próprio JOFFILY deveria ter fornecido tais dados ao prefaciador de sua obra, deixando de lado o exato ponto de seu nascimento para se referir apenas ao local onde fato passou toda a sua infância; onde consta o registro do seu nascimento e óbitos dos seus pais
Num outro texto encontramos que ele nascera “No lugarejo Pocinhos, passando os invernos em um pequeno sítio à sombra de imensa rocha, que guarda um pouco de umidade para os terrenos do nascente. O local era conhecido por Banabuié, hoje município de Esperança, onde 'as gameleiras com que a rua principal está arborizada foram estacas dos currais da fazenda'.” [3].
O trecho acima grifado encontra-se no original de Notas sobre a Parahyba (p. 208-209), onde menciona a cidade de Esperança, localizada a “três léguas à O., ao pé de grande rocha, que se estende encoberta por baixo de suas casas. (...)”, e explicita que: “Banabugê foi sempre o nome deste lugar, mas um missionário que por ali passou mudou-o, sem motivo plausível, para Esperança, que, por mais auspicioso que seja, deve ser abandonado, prevalecendo o nome indígena, por ser mais expressivo”.
Na relação de sítios feitas por Clemente de Amorim Souza, citado por Tarcízio Dinoá [4], Banabuié aparece no ano de 1757 situada à beira de um açude e distando duas léguas de Oriá (atual cidade de Areial).
Registros dão conta que de 1713 até 1753 foram requeridas várias Sesmarias onde atualmente encontra-se sediado o município de Esperança, compreendendo a de Lagoa de Pedra, de Umbigada, de Lagoa Verde e a de Banabuié, medindo cada uma 3 (três) léguas de comprimento por 1 (uma) de largura.
O historiador esperancense João de Deus Melo [5] narra que "da Sesmaria de Banabuié nasceu uma fazenda de igual nome, que perdurou até 1860”. A partir de então teve origem uma pequena povoação onde também se organizara uma pequena feira, dando origem a cidade que foi emancipada em 1925.
É provável que Irineo Joffily tenha realmente nascido nessas terras que compunham a antiga “Banabuié”, nas proximidades de Montadas. Todavia, conforme citado alhures, o ilustre Irineo Joffily preferiu omitir o ponto exato de seu nascimento, sendo certo que ele foi registrado na cidade de Pocinhos e portanto natural deste município.
Em Esperança, “Irineo Joffily” é nome de Escola Pública desde 1932.

Rau Ferreira

Referências:
[1] PBLetras Nº 03, Ano III, Campina Grande/PB, Ed. Antonio Soares: maio de 2002;
[2] Um cronista do sertão no século passado: Apontamentos à margem das Notas sôbre a Paraíba, de Ireneo Joffily, Comissão Cultural do Município, Prefeitura Municipal de Campina Grande: 1965;
[3] Notas sobre a Parahyba: fac-símile da primeira edição publicada no Rio de Janeiro, em 1892, com prefácio de Capistrano de Abreu, Volumes 1-2, Thesaurus Editora: 1977;
[4] Freguesia do Cariri de Fora, Tarcízio Dinoá Medeiros, São Paulo: 1990, p. 40 e 43.
[5] “Esperança e seus primórdios”, Jornal Novo Tempo, Ed. Especial – 1995.

Fonte bibliográfica:
- Joffily o guardião das fronteiras, Jornal “A União”, 30/01/2007, disponível em: http://www.auniao.pb.gov.br, acesso em 22/01/2010;
- Jornal Novo Tempo, Ano IV, nº 23, Nov/Dez 95, Edição Especial Comemorativa, p. 3. Artigo: “Esperança e seus primórdios”, por João de Deus Melo, historiador que conserva grande acervo histórico sobre Esperança;
- JOFFILY, José. Entre a Monarquia e a República - Idéias e Lutas de Irineu Joffily. Rio de Janeiro, Kosmos, 1982;
- Memorial do IHGP, disponível em: http://www.ihgp.net/memorial2.htm, acesso em 22/02/2010.

Comentários