Pular para o conteúdo principal

Francisco Cláudio de Lima (Chico de Pitiu).

Francisco Cláudio de Lima, "Chico de Pitiu", nasceu no dia 28 de agosto de 1924, na cidade de Esperança-PB, filho do pedreiro Severino Cláudio dos Santos (Pitiu) e de D. Rosalina Maria da Conceição.
Fez o curso Primário no Grupo Escolar “Irineu Joffily” em 1939, trabalhou como sapateiro e alfaiate (1937 a 1952), e foi porteiro do Cine “Ideal [1]” de 1939 a 1940, de seu Titico Celestino.
Em 1952, após fazer o curso de Auxiliar de Saneamento, foi admitido na Fundação Serviços de Saúde Pública (antigo SESP [2]) de Esperança, sendo transferido em 1956 para Alagoa Grande, onde permaneceu até 1958.
Em 1959, já casado, foi trabalhar em Pernambuco. Naquele mesmo ano reiniciou os estudos e fez o curso de Admissão no Colégio Estadual de Salgueiro, onde residiu de 1958 a 1961.
No ano de 1961 formou-se Inspetor de Saneamento, na cidade de Governador Valadares-MG.
Em 1962, retornando a sua terra natal, concluiu o Curso Comercial na Escola de Comércio “Olímpia Souto”.
Em 1966 foi removido para a Diretoria Regional do SESP na Paraíba e indicado para a função de Supervisor de Saneamento.
Estudou ainda na Escola Técnica de Comércio de Campina Grande e na Academia de Comércio “Epitácio Pessoa”, em João Pessoa, onde concluiu o curso Técnico em Contabilidade. Além de se bacharelar em Direito, pela Universidade Federal da Paraíba, no ano de 1981.
Em 1994 nos presenteou com o livro “50 Anos de Futebol e Etc.”, com prefácio de Severino Ramos Pereira (Dr. Nino), onde relata fatos curiosos e pitorescos do surgimento e da evolução deste esporte em nossa cidade.
Dedicou trinta e nove anos de sua existência a causa da saúde, como funcionário da Fundação SESP [3], participando de diversos treinamentos, seminários e cursos, e atuando nos Estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, onde coordenou as atividades de saneamento de saúde pública. É forçoso dizer que na época não existia infra-estrutura nem saneamento básico nas cidades, o que provocava surto e endemias. Daí a importância dos serviços de saúde pública.
Foi ainda dirigente do América Futebol Clube e do Centro Artístico Operário Beneficente de Esperança (CAOBE).
Como ele mesmo escreveu em sua biografia, procurou se manter coerente com sua formação e suas origens.
Faleceu em setembro de 2007.
O Posto de Saúde da Família (PSF) localizado no bairro Portal, denomina-se “Francisco Cláudio de Lima” em sua homenagem.

Rau Ferreira

[1] Que mais tarde viria a se chamar Cine São Francisco.
[2] Hoje Fundação Nacional de Saúde – FNS.
[3] De 1952 a 1991.

Fonte:
- Livro "50 Anos de Futebol e Etc.", de Francisco Cláudio de Lima, Ed. Rivaisa, 1994

Comentários