Pular para o conteúdo principal

Esperança caminha para instalação do seu instituto histórico e geográfico/ IHGE

Em reunião deliberativa autoridades, intelectuais, poetas, acadêmicos e algumas das principais instituições ligadas à história e à cultura de Campina Grande e Esperança, estiveram em reunião, na tarde desta quinta-feira (14/12), no Centro Cultural e Biblioteca “Dr. Silvino Olavo”, em torno do ideal da fundação do IHGE – Instituto Histórico e Geográfico de Esperança.
A ideia que surgiu em 2014, volta a ser discutida pela sociedade esperancense, na perspectiva de resgate da memória local, com o apoio dos Institutos Paraibano, representado pela Dra. Maria Ida Steinmuller, Campinense (Edmilson Rodrigues) e de Serra Branca, na pessoa do Prof. Thomas Bruno Oliveira (IHGP, IHCG e IHGSB),  Nuphel – Núcleo de Pesquisa e História Local/UEPB, pelo Professor Flávio Carreiro, Fórum Independente de Cultura de Esperança, com o ativista Evaldo Brasil (FIC) e da Sociedade Parahybana de Arqueologia (SPA), através do escritor Vanderley de Brito.
Participam ainda o Secretário de Educação do Município, pastor Michael Lopes; o Chefe de Departamento de Cultura, Professor André Oliveira; além dos confrades Ismael Felipe, Professor José Cícero, Gustavo Tavares e Joana D’arc, esta última confreira do IHCG.
Dentro dos assuntos tratados, a importância de uma casa de memória, os passos de formalização e sua importância para a posteridade.
Foi deliberado no sentido de nos reunirmos com o gestor municipal para apresentar um projeto, em vista da alocação do instituto na guarda da memória do nosso povo e da nossa terra; convite aqueles que participaram da 1ª reunião, extensivo a outras personalidades; audiência pública na Câmara Municipal para informação a sociedade, com formalização do IHGE; elaborando-se, até lá os seus estatutos.
O próximo encontro será realizado no dia 08 de fevereiro de 2018, pelas 14 horas, no mesmo local. Agende-se!


Rau Ferreira/ Evaldo Brasil

Comentários

  1. Muito providencial! O nosso município já reinvicava há muito tempo um Instituto histórico e geográfico para catalogar a nossa história. Parabéns !

    ResponderExcluir
  2. Muito providencial! O nosso município vêm reivindicando há muito tempo, um Instituto histórico e geográfico para catalogar a sua história.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário! A sua participação é muito importante para a construção de nossa história.