Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

América x Treze (1975)

O pesquisador Jônatas Pereira enviou para a redação do BlogHE uma preciosa reportagem do Diário da Borborema que mostra a saga do Mequinha enfrentando grandes times da Parahyba em 1957. Depois de vencer o Náutico de Itabaiana e o Campinense Clube, tinha pela frente, em dezembro daquele ano, a forte equipe do Treze F. C. A partida aconteceu no Estádio José Ramalho, em Esperança. A esquadra campinense dominou os minutos iniciais, realizando algumas incursões à área americana, em que Tota ameaçou o gol adversário com nítida impressão de que os galos venceriam. Tudo não passou disso, pois o Mequinha não se deixou abater, retomando imediatamente o mando de jogo. O ataque americano não tardou encontrar as falhas trezeanas e, aos dez minutos do primeiro tempo, o centroavante Gilvan marcou o primeiro gol do time da casa, depois de receber excelente passe de Jurinha. No segundo tempo, apesar de não demonstrar o futebol ofensivo do primeiro tento, Gilvan marca mais um gol aos três minutos, com pass…

Relíquia de S. Francisco em Esperança/PB

A Paróquia de N. S. do Bom Conselho, em Esperança/PB, receberá a peregrinação da relíquia de S. Francisco de Assis, iniciada em S. Paulo em 20 de setembro de 2015, em comemoração aos 800 anos da Ordem Franciscana Secular – OFS. Trata-se de um grande momento de fé e devoção àquele que abdicou de tudo para servir aos pobres e, no ardor da sua oração, recebeu os estigmas do crucificado. O relicário, contendo um fragmento do osso e uma imagem de pedra, chegará no dia 10 de maio de 2017, com concentração na  Capela N. S. do Carmo, prevista para as 18h30 mim, de onde deverá sair em procissão para a Igreja Matriz, com celebração da Missa às 19h30mim. A OFM explica que “A imagem foi um presente da cúria geral dos Frades Menores Capuchinhos e a Relíquia, um fragmento de osso, foi ofertada pela cúria geral dos Frades Menores Conventuais. Ambas vieram de Assis na Itália”. O objetivo desta peregrinação é visitar todas as fraternidades do Brasil e, dentre elas está a do Bom Conselho, em Esperança/PB…

América x Botafogo de Natal/RN (Futebol das antigas)

O jornal “Poti” de Natal, noticiava a excursão do Botafogo daquela Capital à Paraíba, para enfrentar o América de Esperança. Na época o “Bota” já era uma poderosa equipe, mas o “Mequinha” também não ficava para trás, sob a orientação de Capuco, enfrentava com galhardia os times adversários, arrancando vitórias memoráveis. José da Silva Santos – o Capuco – jogou em diversas equipes profissionais, como Santa Cruz, Vitória, Fortaleza e Vasco da Gama antes de ingressar no América de Esperança em 1953. Ficou por algumas temporadas, retornando como técnico em 1957. O América realizou diversas partidas contra o Botafogo que tinha em seu plantel jogadores do quilate de Mariano, Gilberto e Gilvan (ex-ABC). Numa dessas partidas Louro (ex-Treze e América/RJ), conseguiu uma grande façanha. A jogada é narrada por Chico de Pitiu em seu livro [50 Anos de Futebol e Etc]. Segundo o cronista, durante um ataque do Botafogo, o goleiro americano Manoelzinho ficou caído, deixando livre a trave, com a bola ro…

Severino Medeiros

Severino Medeiros é Cantor, compositor, arranjador e produtor, natural de Esperança, filho de Dona Olegária e irmão de Dedé do “Terraço de Som”. Passou a infância em Lagoa de Pedra, onde aprendeu a tocar sanfona aos 17 anos, presenteado que fora pela sua mãe com este instrumento musical. Seus primeiros acordes foram tangendo gado e, a partir do conhecimento musical adquirido, passou a cantar nas festas de casamento e animando quadrilhas, ganhando notoriedade em toda a Paraíba por dominar a sanfona de 140 baixos. Radicado em Campina Grande, no bairro do Alto Branco, onde montou um estúdio com a sua família, cultiva o forró de raiz no seu estilo mais autêntico. O sanfoneiro já se apresentou com diversos artistas de renome e produziu alguns álbuns para outros artistas, a exemplo de Zé Calixto, Biliu de Campina, Capilé e Geovane Júnior. E tocou com grandes nomes da música, como Dominguinhos, Elba Ramalho, Antônio Barros e Cecéu, Marinês, Anastácia, Jackson do Pandeiro e Genival Lacerda. A sa…

O craque Gilvan Gonçalves de Lima

Hoje prestamos homenagem a um dos maiores craques da bola de Esperança, o Sr. Gilvan Gonçalves de Lima. Natural de Santa Luzia/PB, nasceu em 02 de julho de 1928 e veio residir, ainda jovem, em nossa cidade, onde casou-se com a Sra. Porfíria Ferreira de Lima, conhecida por “Lourdes”, com quem teve dez filhos. Aos 23 anos, seu Gilvan foi um dos sócios fundadores do América, ao lado de José Ramalho da Costa. E reconhecidamente, um dos maiores jogadores do esporte amador local. Vestiu pela primeira vez a camisa do “Mequinha” em 1948. Foi capitão da agremiação, atuando com muita garra e dedicação ao clube, até os idos de 1980, quando, por complicações de saúde, abandonou os campos. Em uma partida memorável que disputou vestindo a camisa do América contra o Botafogo de João Pessoa, tomou uma atitude ousada. Segurou a bola para evitar que o adversário cobrasse um pênalti. Este fato foi narrado pelo escritor Walfredo Marques, que dá uma versão diferente da que conhecemos. Segundo a crônica local…