Pular para o conteúdo principal

Faculdade "Bacurau" (2017)

Bloco "Faculdade Bacurau" (2017)
FACULDADE "BACURAU" (2017)
O Carnaval de Esperança é sempre muito animado e começa bem antes dos festejos de Momo. Nos dias que antecedem a data comemorativa, já aprecem as primeiras “Ala-ursas” percorrendo a cidade e, na véspera a abertura se faz com o Bloco do Zé Pereira chamando os foliões para a brincadeira.
Há uma tradição de blocos, charangas e troças que vem de longe. A primeira representação que se conhece data de 1932, com o “Coronel nas ondas”, que era o grupo freqüentado pela elite esperancense.
As sedes carnavalescas foram uma “invenção” bem recente e, dentre umas cem delas que surgem todo ano em prédios e residências alugadas para os brincantes, a que se tem destacado é chamada: Faculdade de Bacural.
O nome é em homenagem a um antigo mecânico da cidade (Bacural), já falecido. Localizada na rua João Mendes, oferece um curso intensivo durante os três dias de carnaval.
O bacural é um pássaro de asas longas (acinzentadas) e pernas curtas. Seus hábitos são noturnos e não costuma fazer ninhos. Vive em bandos ou agrupamentos e seu canto é estridente.
Faculdade "Bacurau" (2010)
Não sabemos ainda qual a razão de se apelidar o cidadão de Bacural. Mas o certo é que ele foi um mecânico (eletricista de carros) das antigas, que durante muitos anos trabalhou nesse mister, profissão que foi abraçada também pelos filhos Josa, Naldo (estes dois já falecidos), Neguinho e Boica, e que hoje segue já na terceira geração com o neto Wagner (Waguinho de Josa).
O bloco irreverente reúne uma turma de jovens que gosta de brincar o carnaval, dentre eles citemos: Gazo do Mercadinho, Tico, Chorão, Toinho, Chupeta, Edson e Tatá. A fachada permanece durante todo o ano, dando a entender que as atividades da sede vão além da folia de Momo, talvez em algum curso de pós-graduação!
A cada novo ano a pintura da fachada é modificada, mas este ano (2017) os foliões optaram por colocar um banner alusivo ao bloco carnavalesco. A faculdade “Bacurau” tem evoluído em sua sede, mas os princípios são os mesmos: alegria, amizade e folia de rua.

Rau Ferreira

Comentários

  1. Oi vi seu poste e gostei muito pois bacural é meu avô.só gostaria de corrigir sobre.pois ele era mecânico só que na parte elétrica e os filhos que abraçaram a proficao são 4 sendo 2,que já faleceram muito conhecido aqui na cidade de Esperança. que era Josa de bacurau e Nilson os outros 2 vivos são neguinho e Boica também muito conhecido aqui e o único neto que abraçou também foi Wagner(waguinho) filho de josa.gostei muito do post..parabéns gosto muito de História Esperancence.👏👏👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário! A sua participação é muito importante para a construção de nossa história.