Pular para o conteúdo principal

Um poema, de Rau Ferreira

Os teus lábios de mel me beijaram
Senti um fulgor virginal!...
Beijaram-me e foram embora
Como no tríduo de carnaval
E era chegada a boa-hora
Pela qual eles me saciaram.

*
*     *

Os teus olhos idílios me olharam
Senti um transpassar n'alma
Olharam-me e foram embora
Para nunca mais voltar
E era chegada a boa-hora
Pela qual eles me saciaram.

*
*     *

As tuas mãos me palmilharam
Senti uma força que acalma
Tocaram-me circundando o corpo
Provocando-me um desejo
E hoje estou quase-morto:
As mãos, os olhos e o beijo!...

O que vem depois?

Banabuyé, 02 de março de 2017.



Rau Ferreira

Comentários