Pular para o conteúdo principal

Saudade

A saudade é uma dama
De feição muito ingrata
Deveras tece a sua teia
Enrama que nem batata.

Banabuyé, 21 de fevereiro de 2016.


Rau Ferreira

Comentários