Pular para o conteúdo principal

Dias de janeiro, poema de Rau Ferreira

Dos meus tempos de criança
Guardo sempre na lembrança
Aqueles dias de Janeiro...
Nós dois, por detrás dos cajueiros
Trocando as alianças...
E depois o dia inteiro
Naquele vai‐vem danado
Onde até as pedras balança!

Rau Ferreira

Comentários