Vestígios do Padre Ibiapina

By | 19.2.15 Deixe seu comentário
Segundo estudos de Coriolano de Medeiros, foi o Padre Ibiapina quem alterou o nome de Banabuyé para Esperança, sem motivo plausível, consoante critica Irineu Jóffily.
Esta versão apresenta algumas contradições. O próprio Jóffily não afirma qual o nome do missionário e considerando que este conhecera o padre mestre quando de sua participação na revolta do Quebra-quilos em Campina, não seria difícil para ele citar o nome de José António Maria Ibiapina em seu livro “Notas sobre a Parahyba” (1892), embora esses indícios não afastem a possibilidade.
Em 1860 vamos encontrar Padre Ibiapina em Taperoá, onde prega missão e funda um Cemitério. Os historiadores dizem que esta foi a primeira obra concreta realizada pelo pregador, após iniciar a sua peregrinação pela Paraíba.
Deparando-se com cadáveres das vítimas da Cholera fez um multirão para construir um cemitério em Soledade, conferindo-lhes um enterro digno.
Nesse mesmo período é hospedado em Alagoa Nova pelo Padre José Antunes Brandão, onde haveria construído uma casa de caridade. Documentos oficiais confirmam a presença do Padre Ibiapina em Areia e Alagoa Nova, na Paraíba, em 1862, por ocasião do segundo surto de cólera nessa província.
Há quem diga que o topônimo atual de Esperança deve-se a participação de Frei Herculano, outro clérigo que andou por essas terras em missão. Todavia, a dúvida persiste e à escassez de material histórico relevante, perdurará por algum tempo. Talvez o livro de Tombo da Paróquia esclarecesse a questão, caso tivéssemos acesso ao seu conteúdo.

Rau Ferreira
Referências:
- SALES, José Borges de. Notícias sobre a trajetória de cearenses na Paraíba e paraibanos no Ceará. Expressão Gráfica e Editora: 2005.
- SOBRINHO, Reinaldo. Anotações para a história da Paraíba. Vol. I. Idéia: 2002.
- JÚNIOR, Luiz Araújo Pinto. O Padre Ibiapina, precursor da opção pelos pobres na Igreja do Brasil. Revista Eclesiástica Brasileira. Vol. XLIII. Editora Vozes Ltda: 1983.

- JOFFILY, Irineu. Notas sobre a Paraíba. Edição fac-similar de 1892. Ed. Thesaurus: 1977.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: