Pedro Pichaco: Trocando as bolas

By | 19.2.15 Deixe seu comentário
Pedro Pichaco decidiu ir para Feira de Santana/BA, e nesta cidade se apresentou com o jogo das bolas. Basicamente, um saco de tecido escuro e no fundo duas bolas, uma branca e outra preta. O desavisado apostava em uma cor e caso fosse retirada outra perdia o dinheiro. O fato é que Pedro havia marcado a bola preta e no tato descobria rapidamente qual deveria retirar e mostrar ao jogador.
Apostando na preta, saia branca e vice-versa. Um grupo de alunos percebendo a farsa distrai o mandrião e troca a bola preta restando assim duas brancas no fundo do saco. E segue-se a parada. A turma de estudantes resolve arriscar a mesada na preta, para infelicidade de Pedro que procura em vão a bola selecionada; depois lá pelas tantas, mudam para branca em tom de brincadeira, deixando o malandro de calças-curtas.
A essa altura a soma era considerável e Pedro não tinha como cobrir aquele jogo. Suando frio, o negro remexe o saco com agilidade, mas nada de encontrar a esfera preta para apresentar aos jovens. Finalmente, puxa do saco a bola - que obviamente era branca - e diz: está valendo a que ficar no bisaco! Ora, os garotos não podiam confessar que só havia bolas brancas e foram obrigados a reconhecer a esperteza do mandrião.


Rau Ferreira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: