Um tempo novo

By | 2.6.14 Deixe seu comentário
Capa do Lautriv Mitelob N. 03, 2013
Os novos tempos trouxeram uma série de novidades que ainda estão sendo absolvidas pela maioria da população. São as novas mídias e tecnologias que facilitam em muito a vida do cotidiano. Na seara das notícias estas mudanças são mais visíveis, a medida que se aglomeram veículos jornalísticos e pseudo-informativos das mais variadas opiniões. Blogs, sites, perfis e fakes são uma realidade irreversível na vida de qualquer cidadão. E esses formadores de opinião tem conquistado muitas vitórias e realizado uma revolução sem armas, nada para se admirar pois as armas da intelectualidade são as letras!
Pois bem. Vivemos um tempo novo e relembrando o NOVO TEMPO – jornal estudantil que circulou em nosso município na década de 80 – o jornalista Evaldo Brasil ensaia dentro dessa nova concepção de redes sociais um informativo histórico-cultural ligado a nossa gente, a nossa terra; e construído por pessoas das mais variadas ideologias, de forma livre e independente. Trata-se do BOLETIM VIRTUAL ou LAUTRIV MITELOB (particularmente, gosto mais deste segundo nome) que se apresenta “Dedicado especialmente à arte, à cultura e à história da nossa gente”.
A ideia inicial foi escrever e distribuir via net para os amigos, mas o projeto foi ganhando força e hoje está na terceira edição.
Ancorado em uma plataforma pdf e com presença no facebook, tem composições do próprio idealizador Evaldo Brasil, além de Ana Débora Mascarenhas Costa, Rau Ferreira e outros ativistas culturais.
“Carentes de dedicação às coisas de valores universais, tais como arte, leitura, tradições e memórias; carentes de política cultural; carentes de agentes dedicados a causas sem fins lucrativos, mas das vocações outras que não a comercial… surgimos e ressurgimos em fases cíclicas”, escreve o jornalista Evaldo Brasil – que tem larga experiência nesta área. Por suas mãos passaram, por exemplo, além do mencionado Novo Tempo, a Revista da Esperança e outras publicações locais.
O informativo na sua concepção tem um código aberto, onde as pessoas podem contribuir enviando seus relatos, textos e fotos, engrandecendo ainda mais este trabalho.
Em sua terceira edição, o BV pode ser visto, lido e baixado no perfil https://www.facebook.com/kaquim3?fref=ts. E também no site http://pt.calameo.com/accounts/2574611.


Rau Ferreira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: