História de Massabielle

By | 1.6.14 Deixe seu comentário
Capela de Massabielle
Massabielle fica a cerca de 12 Km do centro de Esperança, sendo uma das comunidades mais afastadas da nossa zona urbana. Na sua história há duas pessoas de suma importância: José Vieira e Padre Palmeira.
José Vieira foi um dos primeiros moradores a residir na localidade e durante muitos anos constituiu a força política da região. Vereador por seis legislaturas (1963, 1968, 1972, 1976, 1982 e 1988) e duas suplências, foi ele quem cedeu um terreno para a construção da Capela de Nossa Senhora de Lourdes.
Padre Palmeira dispensa qualquer apresentação. Foi o vigário que administrou por mais tempo a nossa paróquia (1951-1980), sendo responsável pela construção de escolas, capelas, conclusão dos trabalhos do Ginásio Diocesano e fundação da Maternidade, além de diversas obras sociais.
Conta a tradição que Monsenhor Palmeira celebrou uma missa campal no Sítio Benefício, com a colaboração de seu Zé Vieira, que era Irmão do Santíssimo. O encontro religioso reuniu muitas pessoas o que motivou o padre a solicitar um terreno para a construção de uma capela, contudo aquela propriedade era muito acidentada. Foi então que Seu José ofereceu um terreno na chamada “Lagoa de Caeira”.
A pedra fundamental do prédio foi lançada no dia 01 de agosto de 1958, onde também se construiria uma casa paroquial. A conclusão dos trabalhos ocorreu em 11 de fevereiro de 1962, culminando com a celebração de uma missa em homenagem a sua padroeira: Nossa Senhora de Lourdes. E por orientação de Dom Manuel Palmeira da Rocha, foi mudado o nome do lugar para Massabielle, local onde a Virgem apareceu a menina Bernadete.
Nos anos que se seguiram a comunidade recebeu benefícios como Escola, Posto de Saúde, Calçamento, Praça e Iluminação Pública.
Atualmente residem no distrito cerca 1.100 pessoas, muitas delas trabalham no cultivo do sisal e agricultura de subsistência ou produzem artesanato a partir da fibra desta planta, que é matéria prima para a produção de caixas, cintos, porta-jóias, cestas, bolsas, tapetes e mandalas que são comercializadas em todo o país.

Rau Ferreira

Referências:
-         Jornal da Paraíba, notícias: 30/03/2009, texto de João Paulo Mendes;
-         http://www.esperanca.pb.gov.br/pages/pontos_pit.php, acesso em 12/02/2010;
-         http://www.paroquianossasenhoradobomconselho.org, acesso em 12/02/2010;
-         Livro do Município de Esperança, Ed. Unigraf: 1985, p. 70/71;
-         Revista “Esperança 82 Anos”, Ed. Jacinto Barbosa: novembro de 2007;
-         Revista Centenário da Paróquia, Ed. Jacinto Barbosa: 2008;

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: