Cronologia da Educação Municipal

By | 12.6.14 Deixe seu comentário
1869: A Lei provincial nº 339, de 27 de novembro de 1869, cria uma cadeira de instrução primária “na povoação de Banabuyé do termo de Alagoa Nova
1872: José de Morais Magalhães foi o prmieiro professor da Vila Banabuyê.
1885: Aurora Maria Albuquerque Lima era professora interina da cadeira mista primária.
1889: Maria Augusta Sobreira de Carvalho recebia do Tesouro Provincial o aluguel de uma casa onde funcionava a instrução primária, sendo ela também professora.
1915: O professor Juviniano Augusto de Araújo Sobreira, dono de um externato em Esperança, dá aulas a Silvino Olavo.
1918: Era criada pela Lei nº 9 926, a cadeira masculina de Instrução Pública.
1919: No dia 02 de abril o Decreto Estadual nº 1.012 converte a cadeira feminina de Instrução Pública.
1927: É criada a cadeira elementar de instrução pelo Decreto Estadual nº 1.468, de 22/02/1927. E no dia 03 de março toma posse a professora Ana Gabínio de Carvalho na Cadeira Elementar do sexo feminino da Vila.
1928: Em 19 de março desse ano, Nauta Costa presta compromisso para o cargo de Adjunta da Cadeira Elementar Mista. E no dia 19 de abril, foi a vez da professora Rachel Cunha assumir a Cadeira Mista.
1931:
·        13 de abril: Luiz Gil de Figueiredo assumiu o cargo de Adjunto interino da Cadeira do sexo masculino;
·        Em 01 de junho: Luiz Gil de Figueiredo assume o cargo de professor da cadeira noturna masculina. E na mesma data foi compromissada Celina Coelho de Carvalho e José Cerqueira Rocha . São designados os primeiros professores da zona rural: Jacyra Câmara de Araújo (Lagoa Verde); Izabel Henrique da Silva (Arara) e Alzira Carmem de Araújo (Lagedão); Nair Passos Silva (Pintado); Amélia Torres (Mulatinha) e Elvira Lima (Lagoa de Pedra);
·        Em 16 de Outubro, Hilda Cerqueira Rocha prestou compromisso para o cargo de Adjunta da Cadeira elementar mista da Vila.

1932: É inaugurado a Escola “Irineo Joffily”, na Rua Juviniano Sobreira.
1945: O Monsenhor João Honório inicia as obras de construção do Ginásio Diocesano de Esperança (atual Dom Palmeira).
1953: É inaugurada o Ginásio Diocesano em solenidade presidida pelo Padre Palmeira, com as presenças do Governador Pedro Gondim e demais autoridades.
1961: A Educação de Esperança recebe uma subvenção do Governo Estadual através da Lei nº 2.463. E no dia 10 de dezembro, forma-se a primeira turma do Ginásio Diocesano.
1968: É inaugurado o Colégio Estadual de Esperança, fruto da luta estudantil.
1978: A Lei Estaduan nº 4.010, de 15 de agosto daquele ano, denomina de “Monsenhor José da Silva Coutinho” a Escola Estadual de Esperança.
1997: A APAE é reconhecida de utilidade pública pela Lei Estadual nº 6.553 de 17 de novembro daquele ano.

1999: A Lei Estadual nº 6.813 denomina de “Francisco Souto Neto” a Escola Padrão localizada na comunidade São Francisco.

Rau Ferreira

Referência:
- Livro do Município de Esperança, Ed. Unigraf, 1984;
- 50 Anos de Futebol e Etc., de Francisco Cláudio de Lima, Ed. Rivaisa, 1994.
- http://dompalmeira.blogspot.com/, acesso em 25/11/2009;
- Legislação Estadual disponível em: www.al.pb.gov.br.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: