Maria das Neves Costa

By | 31.5.14 Deixe seu comentário
Maria das Neves Costa
Maria das Neves Costa, dona Nevinha como era mais conhecida, dedicou sua vida ao artesanato. Era uma exímia artesã e estava sempre preocupada em passar todos os seus ensinamentos para os alunos.
Ela nasceu no dia 10 de outubro de 1923, sendo filha de João Celestino da Silva e de Carolina Maria da Cunha.
Foi casada com o Sr. Dogival Belarmino Costa, antigo comerciante de roupas e tecidos de Esperança, vereador por três vezes e suplente de Juiz de Paz da Comarca.
Trabalhou na Escola Doméstica, e na Oficina de Artesanato vinculada a Universidade Federal da Paraíba, e mesmo depois de aposentada continuou sendo bastante requisitada.
Participou de diversas exposições promovida pelas mais diversas instituições, recebendo sempre muitos elogios pelo capricho com que executava os seus trabalhos manuais.
Na qualidade de sócia fundadora e Conselheira Técnica da AALE – Associação das Amigas do Lar de Esperança (1963), foi agraciada com o título de “Sócia Benemérita” em reconhecimento ao eficiente trabalho em prol daquele grupo.
Como artesão, participou de diversos cursos e encontros, os principais foram:

CURSOS:
1974:
- 18 de janeiro, Curso de Couro – Areia-PB;
- 09 de agosto, Capacitação Comunitária;
- 04 de novembro, Costura e Decoração Vulcan;
1979:
- de 05 a 23 de janeiro de 1979, Curso de Flores Artificiais;
- novembro/dezembro de 1979, Curso de bonecas (SUDART/POLONORDESTE)
1982: de 16 a 17 de março, Curso de Processamento de Fartas, monitorados por Valter Sales Santos e Fernando Cannella Podemonte.

ENCONTROS E PARTICIPAÇÕES:
- 1° Encontro de professores dos Centros Artesanais Rurais Femininas, em 18 de janeiro de 1974, Areia-PB;
- Projeto Gincana Cultural 83 – Descubra a Paraíba, de 17 a 18 de janeiro de 1988, Esperança-PB.


Ela não teve filhos, mas criou cinco enteados, sendo eles: Elzo (Beinha), Elza, Nilzo, Fernando e Everaldo (Didi), o mais novo contava com nove meses de nascido.
Falecida em 2007 deixa muitas saudades.
Atualmente, uma comunidade no orkut mantém viva a sua memória.

Rau Ferreira

Referência:
- Texto fornecido pelo Professor Jailton Rodrigues Medeiros, a partir de um trabalho dos alunos da Escola Dom Palmeira;

- arquivo pessoal e familiar.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: