História do Carnaval de Esperança

By | 16.2.12 Deixe seu comentário



Por Jailson Andrade

      
   Nas ruas da cidade, na parte da manhã tinha os “mela-mela”, umas melavam as outras com pó, e com baldes de água, na Rua Manoel Rodrigues tinha o “corredor da folia”, carros ornamentados cheio de pessoas desfilavam pela rua, tinha as escolas de samba, charangas, “bloco dos índios”, e “bumba-meu-boi”, nas tardes de domingo tinha um baile carnavalesco infantil no clube “CAOBE”, animado pela banda de frevo “Marajoara”, de Recife – PE, e na parte da noite as famílias esperancenses pulavam o carnaval com o “Bloco da Saudade”, com marchinhas de frevo animadas, pela maior banda musical da época “Neradetson”, e só terminavam na quarta-feira de cinzas, todas as pessoas iam com suas fantasias.
   Nos anos 80, ouve um grande fenômeno de charangas, tipo pagodes com batucadas animando o “corredor da folia”, a mais famosa foi “Os Borós”, animado por Manuel Freire da Rocha, Lobão, Naldinho, Beto de Zé Leite, Doro, e muitos outros…, tínhamos também o “Sambalogia”, “Sambatec”, “Tacatoxas”, “Samba 8”, “Samba Hits”, animado por Joseilson Andrade, Jailson, Rau, Lulu, Gildo, Givanildo, Totinha, Bene, Carlos Pessoa, Bebeu, Inacinho, e muitos outros…, animavam no clube “CAOBE”, nos intervalos.
   As fantasias do “Samba Hits”, eram muito bonitas, toda de Seda brilhante eles alugavam uma sede, onde tinha bastante comida bebida e muita diversão o carnaval todo, e apesar disso eram convidados a se apresentar nas casas de Esperança – PB, e em outras cidades…
   Não esquecendo de lembrar da Escola de Samba “Última Hora”, animando o carnaval de Esperança, a Escola de Samba “Última Hora”, nasceu na véspera do carnaval de 1967, onde alguns amantes do samba saíram a rua com roupas de saco esta idéia se deu por jovens jogadores de futebol; constituído pelo ex-goleiro do América Futebol Clube Maré,Manuel Freire da Rocha, Chiclete, Jaime Pedão, Djalma de máfia e Marconi com a ajuda do sanfoneiro Manuel Tambor conseguiram os instrumentos já na rua resolveram colocar o nome “Última hora” no segundo ano foram ensaiar na casa de Pedro Lourenço que se tornou presidente administrativo depois Pedro passou para Luziete Arruda em 1973 com mais de 30 componentes ganhou um premio no desfile em Campina Grande em 1º lugar.

Jailson Andrade
Fonte:
- ESPERANÇA, Livro do Município de. Ed. Unigraf. Esperança/PB: 1985.
- ESPERANÇA DE OURO, blog. Disponível em: http://esperancadeouro.com/novo/?p=93.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: