João Pessoa: cidadão esperancense

By | 16.8.11 Deixe seu comentário
O governador João Pessoa Cavalcante de Albuquerque tinha uma ligação especial com a cidade de Esperança. Dois de seus auxiliares imediatos – Silvino Olavo e Elysio Sobreira - eram naturais deste município.
Quando em campanha à Vice-presidência na chapa da Aliança Liberal, excursionou por Esperança. Chegou aqui no sábado dia 16 e novembro de 1929, sendo recepcionado pelo prefeito Theotônio Costa e o comerciante Manuel Rodrigues de Oliveira. E da parte da igreja, pelo pároco Monsenhor Severiano.
Às 14 horas, foi-lhe servido um banquete e na oportunidade o sr. Severino Diniz proferiu vibrante discurso. Em seguida o governador visitou o comércio local, o cinema e a feira.
Esperança agradecida pelo apoio do governo ao seu progresso concedeu-lhe o título de cidadão, registrado nas páginas d’A UNIÃO:

“Foi uma homenagem que muito sensibilizou o Sr. Presidente João Pessoa a resolução do Conselho Municipal de Esperança, conferindo a s. exc. o título de cidadão daquele município.
O prefeito Theotonio Costa transmitiu ao chefe do governo o seguinte despacho:
Esperança, 25 – Tenho honra comunicar vossência que sob proposta presidente Conselho Municipal acaba ser convertido em lei projeto 3 que determina seja v. exc. considerado cidadão de Esperança. Saudações – Thetonio Costa, prefeito”.

Em sua fala João Pessoa agradeceu as elogiosas palavras e ressaltou a importância da sua visita ao município. E ao constatar “o desenvolvimento comercial e social do meio e as possibilidades do seu futuro”, resolveu restaurar o Termo Judiciário de Esperança (Decreto n. 1.608/29). Sobre o fato, registramos o ainda o seguinte telegrama:

Esperança, 29 – Agradecemos vossa exc. restauração termo Esperança. Saudações – Manuel Henriques Virgolino, Antonio Patrício, José Braga, Antonio Rocha.

João Pessoa foi assassinado no Recife em 26 de julho de 1930.

Rau Ferreira
Fonte:
- A UNIÃO, Jornal. Governo do Estado da Paraíba. Edição de 19 e 27 de novembro. Parahyba do Norte: 1929, p. 1, 3, 5 e 8.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: