O simbolismo do lírio

By | 10.3.11 Deixe seu comentário
Em 1925 o poeta Silvino Olavo exaltou a sua terra chamando-a de “Lírio verde da Borborema”. Longe de ser uma simples afirmação esta paráfrase esconde um grande simbolismo.
A cidade de Esperança encontra-se nos píncaros da Borborema, a cerca de 640 metros de altura do nível do mar, com posição estratégica e fluxo privilegiado, ligando sertão, brejo e litoral. As suas cores – verde e branco - elevam os mais altos sentimentos: paz e prosperidade.
Segundo NOBREGA a figura do lyrio confunde-se com o culto a Nossa Senhora das Neves, sendo ainda sinônimo de pureza e inocência (Linha D’água, p. 81/92).
Não é a toa que o nosso vate antevendo esta nossa vocação religiosa, que tem na imagem da Virgem - aqui reverenciada pelo nome de Nossa Senhora do Bom Conselho – adicionou em seu discurso tão belo paradigma.
Em um de seus mais belos poemas, nos diz:

“Minha felicidade – ó Musa – nem descreves
No dia em que eu tiver uma esposa amorosa
E pura, assim com um ar de Senhora-das-Neves,
Como esse que há de vir, serena e luminosa!”
(Felicidade, Sombra Iluminada: 1927)

Nosso povo é ordeiro, receptivo e alegre. Gosta de festejar, mas não se esquece de participar das horas litúrgicas, buscando a orientação espiritual em todos os momentos. Nesse contexto destacamos a Paixão de Cristo e o Natal, que tem sido encenado com muito galhardia através do Grupo Teatral “Jesus de Nazaré”.

Rau Ferreira

Fonte:
- Lei Municipal nº 457, de 27 de setembro de 1985;
- Livro do Município de Esperança, Ed. Unigraf, 1985, p. 18/27;
- NÓBREGA, Evandro da. Brasão D’Armas do Poder Judiciário da Paraíba: sua descrição, heráldica e simbologia histórica. João Pessoa/PB. Ed. Linha D’água: 2007.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: