Instalação do município de Esperança

By | 2.1.11 Deixe seu comentário
Como é do conhecimento de todos, Esperança foi emancipada em primeiro de dezembro de 1925. A instalação, porém, do novo município se deu no último dia daquele mês.
Na ocasião, foram solenemente empossados o juiz municipal, o prefeito e o subprefeito, além do tabelião público. O ato foi comemorado com grande festa e regozijo popular, tendo as autoridades efetuadas as comunicações ao governo estadual através de telegramas.
O dr. João Marinho agradeceu a posse no cargo de Juiz Municipal, enquanto o prefeito Manuel Rodrigues felicitando pelo interesse na causa de Esperança, demonstrou sua gratidão honrosa e assegurou incondicional apoio ao fecundo e brilhante governo de João Suassuna.
O subprefeito após prestar compromisso comunicou o fato e apresentou suas cordiais saudações. O Escrivão de Paz – João Clementino – por sua vez, reconheceu vivamente e agradeceu a sua nomeação assegurando indelével gratidão.
O comunicado oficial também foi enviado ao Comandante Elysio Sobreira, informando-lhe o arrebatamento em hasta pública da feira municipal pelo Sr. Sebatião Donato, ao preço de treze contos e cem mil reis, pago metade à vista e o restante em duas prestações. Na época, esta era uma prática costumeira e o adquirente poderia arrecadar os impostos comerciais dos feirantes, também chamado de “ponto”.
A alegria e entusiasmo fora igualmente reportada pelo prefeito Manuel Rodrigues à redação do jornal “A União”, aclamando os esperancenses os nomes dos chefes políticos Solon de Lucena, João Suassuna, Epitácio Pessoa e do Coronel Elysio Sobreira.

Rau Ferreira

Fonte:
- Jornal “A União”, Órgão Oficial do Governo do Estado. Edições de Janeiro de 1926.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: