Pular para o conteúdo principal

O Poeta, poema de Rau Ferreira

O POETA

O poeta é antes de tudo um louco
em seus excessos e na sua estética;
rima-se um pouco
e vai na sua dialética
buscando razões em versos soltos.

Faz todo ele um moco
Não escuta as vociferantes e frenéticas
necessidades e aos poucos
se dilui nas suas céticas
para acabar um rouco.

E não finda este poço
de luz, vida e ética
que o poeta – velho ou moço -
carrega em sua métrica
até findar pele e osso.

Esperança, 14 de maio de 2010.

Rau Ferreira

Comentários