Barriga de aluguel

By | 5.9.10 Deixe seu comentário
O termo “barriga” na linguagem do jornalismo é utilizado para referir-se a alguma notícia tendenciosa e que não tem tanta credibilidade. Apesar deste site não ser informativo e sim memorialista, algumas vezes publicamos notas que tinha relevância para a história da cidade. Porém alguns dias atrás cometemos um impropério a que o leitor nos chamou a atenção. Gostaria muito que esta carta de repúdio chegasse a público mas o seu remetente preferiu o anonimato e devemos respeitar a sua vontade.
Dizia-nos Renato Russo: “O sol nasce para todos...”; e é bem verdade. Na internet há muito espaço: sites, portais, blogs e páginas avulsas. E uma multidão que quer ser bem informada.
Porém suas razões são plausíveis. Não podemos aqui classificar quem é o “melhor” site, não nos cabe esse julgamento. Também não podemos “empurrar” goela abaixo as nossas opiniões. Estas ficarão guardadas no íntimo e daremos conta apenas ao travesseiro. Tão pouco calar diante de uma realidade em que as pesquisas apontam a direção certa. Servimos pois de “barriga de aluguel” e pedimos desculpas.
Agora fazendo uma reflexão resolvemos cuidar apenas da memória esperancense, deixando a notícia e os fatos para os profissionais da área. Estes sim, com competência e profissionalismo!
Sirvo-me das palavras de Silvino Olavo para finalizar esta justificativa: “Bem sei quanto o pecado em min, Senhor, fez-se excessivamente pecador!” (Contrição, Sombra Iluminada: 1927).
Feita esta confissão lito-lutúrgica não pequemos mais, né!

Rau Ferreira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: