Hoje sou luz, não sou trevas. Poema de Robéria Ferreira

By | 28.8.10 Deixe seu comentário
Hoje sou luz, não sou trevas

Este poema é de autoria da minha irmã Robéria, que recebeu-o do Espírito Santo.

Tu és meu dono e meu Senhor
És soberano ó Altíssimo
Nada no mundo ira me impedir de Ti adorar e Ti servir
A Ti consagro a minha vida
Minha entrada e minha saída
Abençoado seja o dia em que a Ti me prostrei
Dia após dia me encantas
A Tua presença fortalece-me
Tua fidelidade me constrange, ó Senhor,
O Teu amor é indescritível
Qão insondáveis são os teus caminhos e os teus juízos
Ó adorado e glorioso
A Ti exalto ó Rei dos Reis, eu não mereço a tua graça mas agradeço o Teu cuidado
O Teu amor me resgatou
Hoje sou luz, não sou mais trevas!
Em mim habita um novo cantico que glorifica ao único que é digno de honra, glória e louvor.
Eu sei, ainda sou imprefeita,
Mas com Teu sangue Tu me lavas
Ainda sou uma criança
Mas ainda assim quero servir-Te, dá-me a beber da tua água, dá-me a comer do Teu maná, ó Senhor!

Robéria Ferreira
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comentários: