Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2010

Imagem da História: antiga "Serafina"

Martinho Soares dos Santos

Martinho Soares dos Santos nasceu no dia 24 de abril de 1921, sendo natural de Esperança e tendo por mãe biológica a Sra. Maria do Carmo.
Pouco se sabe sobre os seus primeiros anos de vida, mas o certo é que aos seis anos de idade Martinho chegou à casa do Sr. Manuel Rodrigues de Oliveira, à época comerciante e criador de gado, onde foi aceito e criado como fillho.
Estudou na Escola Diocesana de Esperança, participando de uma de suas primeiras turnas, e fez o curso de Técnico de Contabilidade.
Na juventude, trabalhou durante sete anos para o empresário Matias Grangeiro, no prédio da Rua Solon de Lucena e posteriormente no depósito da Rua José Andrade. As pessoas diziam que ele não ficaria ali nem sete dias, mas contrariando todas as expectativas permaneceu todo esse tempo e somente deixou aquela empresa após ser aprovado no concurso público da CIDAGRO, promovido pelo Governo Ivan Bichara.
A Cia. de Abastecimento Agropecuário – CIDAGRO era uma espécie de autarquia estadual. Martinho Soare…

Um olhar sobre o Portal

O Portal é um dos bairros mais desenvolvidos de Esperança, apesar de sua relativa distância do centro da cidade.
Localizado na saída para Areial à margem da chamada “estrada da batatinha”, e criado a partir do Plano Diretor da cidade aprovado em 2006, engloba os loteamentos “Portal” e “Village”.
Possui atualmente 886 moradores e 326 edificações, funcionando ali borracharia, mercadinho, fábricas de estofados e de móveis tubulares, serrarias, serralharias e depósitos de materiais de construção, e uma unidade básica de saúde, sendo que 12 casas não tem qualquer revestimento interno ou externo.
Um fato pitoresco é que algumas de suas artéreas foram batizadas provisoriamente com nomes de flores (rua dos Ipês, rua das margaridas etc).
A sua população é constituída basicamente de crianças e jovens entre 5 e 20 anos de idade (50%), registrando um grande índice de analfabetismo (16,59%).
As necessidades mais prementes dizem respeito a infraestrutura, como canalização de água em algumas ruas e esgo…

O Brasão Municipal no tempo

Ao longo do tempo muitas coisas se modificam. É o que podemos observar das figuras. Os seus contornos tendem a acompanhar a dinâmica estética do momento, o que é usual em cada época.
Essa foi a conclusão que tiramos ao observar o brasão municipal das décadas de 60, 70 e 80 e o mais atual.
Mas para que o leitor compreenda melhor, trazemos os desenhos que ora comentamos. Assim, cada um poderá verificar a mudança e extrair suas próprias conclusões.
No detalhe da foto, observamos os brasões de Esperança em várias épocas.

Rau Ferreira

Fonte:
- Lei Municipal nº 457, de 27 de setembro de 1985;
- Livro do Município de Esperança, Ed. Unigraf, 1985, p. 18/27;

O "Gilete"

Ele vem com força total! O jornalzinho “O Gilete” é uma das melhores publicações esperancenses, cuja tradição já se perdeu no tempo.
Dirigido e redigido por Vitória Régia Coêlho, ativista cultura, cantora e autora do hino do município, filha do saudoso Professor José Coêlho.
O órgão se autodenomina “humorístico e mentiroso”. Sua publicação coincide com as festas da padroeira de Esperança e tem circulação livre na cidade. Possui conteúdo variado que mexe com a curiosidade das pessoas. É divertido, inteligente e sagaz.
Em sua nova fase, o periódico conta com a colaboração e edição de Josíelton Alves da Silva, um jovem brilhante e dinâmico.
Desejamos sucesso ao jornal e seus organizadores, ao passo que agradecemos a gentileza de nos colocar no rol das intelectualidades do município.
No detalhe da foto, vista parcial de “O Gilete” 2010.

Rau Ferreira

Fonte:
- Jornal “O Gilete”, Vitória Régia e Josíelton Alves - Esperança/PB: 01 de janeiro de 2010.

Matadouro: ontem e hoje

América de Esperança: Campeonatos

Listamos aqui as principais participações do América F. C. de Esperança em Campeonatos.

- Campeonato Paraibano (anos 60 e 70);

- 3ª Divisão do Campeonato Brasileiro, 1996;

- 2ª Divisão do Campeonato Paraibano, 1994/1995;

- Campeonato da Liga de Futebol Profissional da Paraíba, 1998;

- Campeonatos da Liga Campinense de Futebol (1989);

- Copas Integração do Brejo e Panorâmica de Futebol.

No detalhe da foto a arquibancada do América na década de 50.

Rau Ferreira

Fonte:
- 50 Anos de Futebol e Etc., de Francisco Cláudio de Lima (Chico de Pitiu), Ed. Rivaisa, 1994;
- América F. C. - Patrimônio Histórico de Esperança, Inácio Gonçalves de Souza, 2001, p. 58 e 65.

O Brasão do Município

O brasão é um dos simbolos do município, juntamente com a bandeira e o hino, e é normalmente usado para representar a cidade em documentos oficiais. A sua forma está disciplinada pela Lei municipal 457/85.
O brasão está descrito como um escudo retangular cortado ao meio. O lado esquerdo é verde e tem uma pomba sugerindo a paz. O lado direito é branco, onde ser observa um lírio alusivo a sua origem e a região. Acima vemos a insígnia, coroa de prata com quatro torres, que simboliza a cidade, e que é adotado universalmente. Abaixo temos o listel em tons esverdeados com a inscrição da data de sua emancipação política.
No detalhe da foto observamos o brasão do município de Esperança.

Rau Ferreira

Fonte:
- Lei Municipal nº 457, de 27 de setembro de 1985;
- Livro do Município de Esperança, Ed. Unigraf: 1985, p. 18/27;
- Revista “Esperança 82 anos”, Editor Jacinto Barbosa: novembro de 2007.

Carnaval de Esperança 2010

O Carnaval de Esperança este ano (2010) contará com uma grande estrutura. O tradicional “Corredor da Folia” terá um percurso de 3,5 km e uma área coberta de 20 metros, onde serão instalados os “chuveirões”. A festa que acontece de 13 a 16 de fevereiro tem uma ampla programação, com arrastões, bandas e apresentação de blocos carnavalescos. Entre os destaques estão a Orquestra Frevança, os blocos Acorde Esperança, Zé Pereira e das Lias, desfile de Escolas de Samba e as bandas Tribala, Afrodite e Pinel da Bahia. Serão quatro dias de muita animação para os foliões. Eis a programação para 2010:
Sábado: 13/02/2010 19h00 - Abertura Oficial: Show com as Bandas: Sambagueto, Orquestra Frevança 21h00 Arrastão pelo corredor da Folia com Tribala.
Domingo: 14/02/2010 03h 00 da madrugada: Bloco Acorde Esperança 04h 00 da Madrugada: Bloco Zé Pereira 09h00 - Bloco das Lias 15h00 - Desfile de Blocos e Escolas de Samba pelo corredor da Folia 16h00: - Banda Nallevada, Orquestra Frevança 19h00 - Arrastão com Loko…

Revista Comercial VI

Já está circulando na cidade a Revista Comercial edição nº VI. A publicação é de responsabilidade de Fernando Rocha e tem uma tirgem de 5000 exemplares. A distribuição é gratuita e pode ser encontrado em diversas lojas da cidade.
Além de ser um veículo de utilidade púbica, com telefones, endereços e referências do nosso comércio, o guia tem também seu lado cultural tratando de alguns assuntos de nosso interesse.
O tema deste ano é o esporte local. E a revista estampa na sua capa uma foto da construção do América F. C. com a frase: “Há esperança no esporte”.
Na sequência há uma entrevista com seu Edmilson Nicolau ex-Tesoureiro e Técnico da equipe, com fotos que registram o momento histórico do clube.
Os textos são assinados pela Professora Marilda Coêlho da Silva (Um olhar para o América), Josikléio da Costa Silva (Os esportes na história da humanidade) e o historiador Inácio Gonçalves de Lima (Um patrimônio de Esperança que agoniza).
Com destaque para um cordel de Evaldo Brasil (O sonho …

O pastoril em Esperança

O pastoril é um folguedo popular exibido por garotas e mocinhas que defendem suas correntes, vermelha e azul. A temática gira em torno do nascimento de Cristo.
A dramatização representa o nascimento do menino Jesus, através de canções que contam a aventura das pastoras em visita a manjedoura de Belém. É uma forma animada de se transmitir a história ao longo dos tempos.
Em Esperança a encenação ganhou força na década de 50, sendo comandado por duas senhoras: Corina Cabugá e Dedita.
Esta apresentação acontecia após os atos lito-litúrgidos da padroeira, em frente a “Loja Ideal” de Manuel Rodrigues.
Durante a exibição cada uma delas desfila e canta para arrecadar dinheiro para os trabalhos da igreja. Em alguns momentos os partidários chamavam uma em particular e alfinetavam dinheiro em sua bandeira. Havia ainda as figuras do pastorinho e da cigana. No final todo o montante arrecadado era doado ao patrimônio da igreja.
Posteriormente os trabalhos foram coordenados por Dona Hilda Batista e Vitór…

Esperança terá concurso de miss

Depois de 25 anos Esperança elegerá a sua miss. O concurso revelará a grande beldade do município e abrirá portas para que as candidatas concorram a outros eventos desta natureza a nível de Paraíba e Brasil.
Desde 1985 não era realizado uma seleção como esta, sendo portanto a quinta edição na cidade.
A inscrição será de apenas 10 reais, e deve acontecer em breve no calçadão.
Para participar é preciso ser esperancense, ter idade entre 18 e 25 anos, ser solteira e nunca ter convolado núpcias nem ter filhos ou estar grávida.
Será necessário ainda entregar a comissão seis fotografias, que será analisadas pelos jurados nas etapas de classificação.
Como visto, o ano de 2010 promete em termos de promoções culturais tendo a frente a nossa querida Vitória Régia.

Rau Ferreira

Fonte:
- noiciaesperancense.com.br, 15/01/2010.

Copa da Liga

A Liga Esperancense de Futebol irá realizar neste mês de janeiro a I Copa da Liga, que deverá acontecer nos dias 17, 24 e 31, com a participação das quatro equipes que mais se destacaram no Ruralzão e no Rochão 2009.
A competição segue os moldes do mundial de clubes e selecionará o campeão dos campeões do esporte amador esperancense.
A disputa acontecerá entre as equipes do Estrela, Palmeiras de Massabiéle, União, Palmeiras de Timbauba, Grêmio, Decorama, Milã do Portal e Dantas, e terá três fases: classificação, semi-finais e grande final.
Vamos a campo mais uma vez prestigiar o nosso esporte e torcer pelas equipes destaques de 2009 do nosso futebol.

Rau Ferreira

Fonte:
- ligaesperancensedefutebol.com.br

A Capela que deu origem à Matriz

A atual Igreja de Esperança está construída sob uma antiga capela fundada por Frei Venâncio, sob a invocação de Nossa Senhora do Bom Conselho. Este religioso foi o primeiro padre a celebrar missa nessas terras.
A construção teria sido iniciada em 1860 e concluída dois anos após.
Localizada no centro da cidade, a capela tinha a forma de um retângulo e possuia três torres, sendo uma maior ao centro. E no alto a imagem da santa padroeira, logo abaixo do crucifixo.
A torre central, denominada de “torre cruzeiro” ou “torre sob lanterna” na arquitetura, simboliza a ligação entre o céu e a terra.
Na fachada principal haviam ainda três portas com duas janelas logo acima. E três círculos, sendo duas nas torres laterais e uma ao centro.
O seu interior era bastante simples, com bancos de madeira e um altar.
Posteriormente a capela foi demolidada para dar lugar a atual Igreja Matriz, com a constituição que vemos atualmente.
No detalhe da foto, observamos a antiga capela em 1935.

Rau Ferreira

Fonte:
- Livr…

América de Esperança: Grandes conquistas

Ainda escrevendo sobre o América F. C. de Esperança, trazemos à baila as grandes conquistas desta equipe nos campeonatos que participou, e que tanto nos orgulham.

1973: Torneio José Bonifácio - Esperança/PB

1977: Torneio Guibaldo Leal de Meneses – Campina Grande/PB

1989: Troféu “Liga Campinense de Futebol”

1990: Quadrangular “Adielson de Assis Alves” - Esperança/PB

1991: VI Troféu Arcángel - Espanha

1992: Troféu “Imobiliária Menezes” – Campina Grande/PB

1993: Troféu “Emancipação de Areal” - Areal/PB

1994: Troféu “In Memoriam” - Esperança/PB

1995: Troféu “Severino Cândido” – Esperança/PB

1995: Troféu “Zé de Zuca” - Esperança/PB

1995: Troféu “Cidade de Areia” - Areia/PB

1996: Troféu “Cidade de Puxinana”.

Rau Ferreira

Fonte:
- 50 Anos de Futebol e Etc., de Francisco Cláudio de Lima (Chico de Pitiu), Ed. Rivaisa, 1994;
- América F. C. - Patrimônio Histórico de Esperança, Inácio Gonçalves de Souza, 2001, p. 58 e 65.

Silvino Olavo escreve sobre João do Rio

Num texto assinado em 05 de julho de 1921, Silvino Olavo escreve sobre o jornalista, cronista, escritor e teatrólogo fluminense João Paulo Emílio Cristovão dos Santos Coelho, conhecido por João do Rio (1881-1921).
Ele inicia seu comentário noticiando o falecimento do literato cujo coração “rompeu-se, numa exaustão de sangue”. Ele, a quem a imprensa carioca denominara de o “radium”, “consoante a sua habilidade insuperável de jornalista e a sua inexcedível sutileza de repórter”.
De fato, João do Rio faleceu no dia 23 de junho de 1921, de enfarte do miocárdio.
Na redação silvinolaviana, a cidade maravilhosa o havia negado no sagaz noturno de seu mister, um jato de ar e vida, que perturbou o ritimo da respitação. E diz: “Não só dos homens reponta a ingratidão, que refolhadamente retalha e punge com o seu travor malvado. Também as coisas que muito amamos podem nos ser ingratas”.
Para ele, João do Rio foi um intelectual com uma forte paixão pelos aspectos sociais da vida. Convicto, nunca se en…

Oração de Nossa Senhora do Bom Conselho

A invocação à Nossa Senhora do Bom Conselho é uma das mais antigas da tradição secular. A primeira igreja dedicada à santa foi construída no Século IV, na cidade de Genazzano.
A Cidade de Esperança foi consagrada à Virgem em 1908, com a instituição de sua paróquia.
Trezemos para os fieis a oração da nossa padroeira

Gloriosíssima Virgem Maria, escolhida pelo eterno Conselho para Mãe do Verbo Humanado, tesoureira das divinas graças e advogada dos pecadores, eu, o mais indigno dos vossos servos, a vós recorro para que me sejais guia e conselheira neste vale de lágrimas. Alcançai-me, pelo preciosismo sangue de vosso divino Filho, o perdão de meus pecados, a salvação de minha alma e os meios necessários para obtê-la. Alcançai também para a Santa Igreja o triunfo sobre os seus inimigos e a propagação do reino de Jesus Cristo em todo o mundo. Amém.

A data oficial de sua celebração em nosso município é o dia 26 de abril, mas as festividades sempre ocorrem no início do ano, no mês de janeiro, onde…

Liga faz doação de alimentos

A grande final do Rochão 2009, acontecida no último dia 27/12 em Esperança, arrecadou mais de 300 quilos de alimentos não perecíveis.
Esta foi a segunda edição do Natal Sem Fome promovida pela Liga Esperancense de Futebol, na pessoa do seu presidente Rochinha.
Este ano as cestas foram direcionadas a Comunidade Portal desta cidade, e foram entregues no último dia do ano a Associação de Moradores que se encarregou de fazer a distribuição entre as famílias carentes.
Eis um belo gesto que poderia ser repetido por outras entidades esperancenses, em prol dos mais carentes de nossa cidade.

Rau Ferreira

Fonte:
- ligaesperancensedefutebol.com.br

Farmácia São Pedro

A “Pharmacia” São Pedro foi uma das primeiras drogaria de Esperança. Até então, as pessoas se valiam da sabedoria popular e de plantas medicinais para curarem suas doenças. O seu proprietário, farmacêutico João Mendes, estabeleceu-se nesta cidade no ano de 1954. Na época se praticava a manipulação, produzindo-se os medicamentos a partir de princípios ativos presentes na natureza. O edifício sede, com três portas sob uma marquise, de onde sobressai o nome do estabelecimento, se localiza na rua Manuel Rodrigues, no centro desta cidade. Observa-se ainda naquele edifício as figuras simbólicas da farmácia: uma cobra enrolada na taça, representando a sabedoria, a ciência e a transmissão do conhecimento (serpente) e a cura (taça). O prédio foi demolido em 2010, para dar lugar a uma revenda de motocicletas. Nesse comércio sucederam-lhe Pedro Mendes e Nelson Andrade de Oliveira, este último falecido em 1992, vítima de um acidente automobilístico na cidade de Lagoa Seca-PB.
Rau Ferreira
Fonte…

Alunos do Estadual produzem documentário

A comunidade esperancense festeja a chegada de mais um trabalho de cunho histórico e de preservação da nossa cultura.
Quatro alunos do Colégio Estadual de Esperança produziram um documentário contando a história daquele educandário e seu patrono, o Padre Zé Coutinho. A realização deve-se à importância histórica, cultural e educacional da escola não apenas para o município de Esperança, mas para toda a região
O projeto fez parte da Mostra Pedagógica 2009, ocorrida nos dias 09 e 10 de dezembro e recebeu o título de “Estadual dos meus olhos”.
O vídeo foi exibido durante a Gincana Cultural e contém entrevistas e depoimentos de historiadores, diretores, professores e alunos, com uma duração de 30 minutos no formato VCD.
O filme ainda registra a apresentação dos alunos durante o evento, com suas bandas, grupos e danças tradicionais, além de fazer um “tour” pelo colégio.
A equipe contou com o apoio pedagógico do Professor Leonardo Araújo Diniz, da direção da escola e da classe estudantil.

Eis a s…

Grandes resultados do nosso "Mequinha"

Não se tem muito registro sobre as partidas disputadas pelo América F. C. de Esperança. Francisco Cláudio de Lima cita em seu livro algumas, sem no entanto ater-se a datas. Em pesquisas na internet, alguns dados não são disponibilizados.
No entanto, encontramos alguns aqui e acolá alguns placares que ora relacionamos.
Elencamos neste artigo os principais scores do América de Esperança em partidas de futebol. Por uma questão de vaidade, apresentamos apenas os resultados “positivos”:
1946: América F. C (3 x 0) Espantalho do Brejo.

1948: América F. C (2 x 0) Bananeiras.

1949: América F. C (3 x 1) Bananeiras, na revanche.

1957: América F. C. (2 x 0) Treze F. Clube

????: América F. C (5 x 2) Central de Caruaru-PE [1].

1991: América F. C (5 x 4) Y, na Espanha.

1994: América F. C. (1 x 0) Treze de Campina Grande [2]

1996: América F. C. (3 x 0) Tamandaré de Puxinanã

1996: América F. C. (2 x 1) ABC de Natal [3]

No detalhe da foto, o time titular de 1967 e campeão do I Torneio Juvenil.

[1] Citado por Chic…

A Casa Paroquial

A Casa Paroquial é uma das construções mais antigas da cidade e constitui o patrimônio histórico de Esperança.
Localizada no centro da cidade, próximo a Igreja Matriz, é a residência oficial dos padres da paróquia de Nossa Senhora do Bom Conselho.
Sua construção teve início em 1914 na administração do Pe. José Vital Ribeiro Bessa, tendo sido concluída no ano de 1916.
Apesar de algumas reformas, mantém original a sua fachada em estilo colonial com cinco janelões e um círculo no alto que registra a data inaugural (1916). E ao lado uma ante-sala onde funcionou o antigo Pré-Seminário teleológico. Aliás, aquela casa já abrigou muitos seminaristas que depois partiram para execer sua vocação em outras paróquias.
No seu interior havia o “Salão Paroquial”, onde se davam as reuniões pastorais, catequeses e apresentações dos paroquianos. Hoje em dia essas atividades são exercidas em outros locais.
O prédio está muito bem conservado e recebe reparos anualmente, e é uma das mais belas edificações da ci…

Grêmio: Bicampeão do "Rochão" 2009

O Grêmio sagrou-se campeão da temporada 2009 do “Rochão”. A grande final, acontecida no último dia 27/12 no Estádio José Ramalho da Costa, levou muita gente para o campo que prestigiou o melhor do futebol amador de Esperança.
Dilson do Grêmio abriu o marcador aos 25 minutos, mas o jogo só foi decidido nos pénaltis. E por um score de 3 x 1, a equipe da Comuidade São Francisco venceu o Decorama e se tornou Bicampeã da competição.
A renda da partida foram 500 quilos de alimentos não perecíveis que foram doados para Comunidade Portal desta cidade, como resultado da segunda edição do “Natal Sem Fome” promovida pela Liga Esperancense de Futebol.
A decisão foi transmitida pela ondas da Ban FM (87,9 Mhz), que registrou uma boa audiência.

Rau Ferreira

Fonte:
- ligaesperancensedefutebol.com.br

Titico Celestino

Batizado Francisco Celestino da Silva, e carinhosamente conhecido por “Titico”, filho do casal Ana Maria e Joaquim, nascido aos 18 dias de novembro de 1905, demonstrou desde cedo vocação para a música. Aos cinco anos aprendeu a tocar vendo o pai consertar instrumentos musicais: sanfona, violino e violão. E até o “buzinofone”, de sua criação. Mas foi o padre José Borges quem lhe ensinou o bê-a-bá. Foi o eterno seresteiro do “Lírio de Ouro”, e juntamente com a Sra. Hilda Batista, integrou a Escola Cantório Sagrado Coração. Dirigiu o coro da Matriz e compôs sambas e valsas. Com 13 de idade construiu um carro de madeira, e após um acidente no então distrito de Areial, transformou um chevrollet 1928 em camioneta. Foi um dos fundadores do antigo “Esperança Clube” e do “Centro Social Lítero-Recreatiro”, que mais tarde deu origem ao Centro Artístico Operário Beneficiente de Esperança - C.A.O.B.E. Na política, foi vice-prefeito na gestão de Joaquim Virgolino da Silva (1955-1959). Era viúvo da senhora…