Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

Nossa Senhora do Bom Conselho

A devoção à Virgem do Bom Conselho surgiu no Brasil em 1785, pelas mãos do padre jesuíta José de Campos Lara. Chegando à Paraíba ainda no Século XVII.
Por volta de 1860, Esperança era apenas uma grande faixa de terras, conhecida apenas por “Banabuyê”, e pertencente a Alagoa Nova.
Foi então que Frei Venâncio, o primeiro missionário a chegar nessas paragens, decidiu construir uma pequena capela sob a invocação de Nossa Senhora do Bom Conselho, onde hoje está erigida a Igreja Matriz.
A paróquia, de igual denominação, somente foi criada em 1908, por ordem do Bispo da Paraíba, Dom Adauto de Aurélio Miranda Henriques. O ato levou em consideração as necessidades espirituais da povoação de Esperança (Livro Tombo nº 01, f. 01).
Religiosamente é dedicado o dia 26 de abril para os festejos da Mãe do Bom Conselho. Mas por tradição, comemora-se ainda no início do ano, no mês de janeiro.
Este ano as festividades ocorrerão de 01 a 10 de janeiro de 2010, com Celebração Eucarística, Ofícios, Terços, Procis…

Os Correios de Esperança

A Empresa de Correios e Telégrafos – ECT, é uma das nossas instituições mais antigas.
Segundo consta, esta agência foi instalada em 1885, quando a cidade ainda era conhecida como “Boa Esperança” e pertencia ao município de Alagoa Nova.
Este fato antecede a criação da freguesia (1908) e à própria emancipação política de Esperança (1925). O primeiro agente teria sido o Sr. Antônio de Albuquerque Lima.
Em época remotas, funcionou na Rua Manuel Rodrigues de Oliveira, próximo ao Banco do Brasil.
Atualmente, tem sua sede no largo da Igreja Matriz e é administrado pela Sra. Selma Monteiro, sendo composta ainda pelos funcionários Sr. Costa, e os Carteiros Rubens Camilo e Armando Cavalcanti.
A agência oferece muitos serviços, que vão desde a postagem de cartas simples e registradas, encomendas e etc. E funciona também como representante do Banco Postal, credenciada ao Bradesco S/A.
No detalhe da foto, o prédio atual dos Correios de Esperança.

Rau Ferreira

Fonte:
- Livro do Município de Esperança, Ed…

Festa de N. S. do Bom Conselho - Esperança/PB

De 01 a 10 de janeiro de 2010, a Paróquia de Esperança celebra a sua padroeira. Com o título: "Maria, modelo de fidelidade a Cristo", os paroquianos festejam a Virgem do Bom Conselho.
Ás 19 horas do primeiro dia do ano, acontecerá a acolhida da imagem peregina de Nossa Senhora do Bom Conselho, na Igreja Matriz. Em seguida, haverá o hasteamento das bandeiras (19h15) e a missa solene (19h30). E logo após, show religioso e quermece.
No dia 02, teremos o ofício de Nossa Senhora (07h30) e celebração eucarística às 8 e 19 horas.
O terceiro dia se inicia com a celebração eucarística (07h00) e Batismo (09h30). A noite haverá missa (19h).
Já no dia 04, o ofício terá início às seis horas, com celebração às 19 horas.
Nos dia 05 e 06, teremos ofício às 6 horas, terço às 18h30 e missa às 19h00.
Enquanto que no dia 07 de janeiro, haverá ofício às seis horas, celebração às 9 horas, adoração ao Santíssimo às 16 horas e missa às 19 horas na Igreja Matriz.
No oitavo dia de festa, teremos celebração…

Câmara Municipal de Esperança

A Câmara Municipal de Esperança, casa de “Francisco Bezerra da Silva”, foi instalada oficialmente no dia 31 de outubro de 1947, na gestão do Prefeito Joaquim Virgolino da Silva. Até então existia a figura do Conselho Municipal, ligada ao executivo.
A primeira sessão se deu no dia 05 de dezembro daquele ano, no pavimento superior da residência n. 02, da Rua Epitácio Pessoa. Em ata, ficou registrado o motivo pelo qual os vereadores não se reuniram desde o dia primeiro, conforme determina a lei: o gestor público não cedeu o prédio para a sede da Câmara.
A diretoria da Edilidade era assim constituída: Francisco Bezerra (Presidente); Manoel Rodrigues (Vice-presidente); Severino de Alcântara Torres (1º Secretário) e Manuel Luiz Pereira (2º Secrtário), e se compunha ainda pelos seguintes vereadores: Eustáquio Luiz de Aquino, Severino Felix da Costa e José Ferino dos Santos.
E naquele mesmo ano, assumia a Prefeitura o Sr. Júlio Ribeiro da Silva, para o quadriênio 1947/1951, sendo Elias Barbosa M…

Esperança e sua história

Os nativos antigos do território de Esperança foram os índios cariris, da tribo Banabuyé. E por esse motivo o primeiro nome do primeiro povoado foi Banabuié.
Outro nome que a cidade recebeu foi Boa Esperança. Esperança foi emancipada em 1 de dezembro de 1925, desmembrada do município de Alagoa Nova. O primeiro gestor do município foi Manoel Rodrigues de Olivieira e Teotônio Thertuliano da Costa foi o seu vice-prefeito.
Clic no título da postagem e saiba mais...


São símbolos de Esperança: O Brasão Municipal, a Bandeira e o Hino Municipal. A letra do Hino é de autoria de Vitória Régia Côelho Paulino da Silva e música de João Veríssimo.
As cores da Bandeira são branco e verde. O verde simboliza a Esperança e o branco significa a Paz, a amizade, o trabalho, a pureza, a prosperidade e a religiosidade. A coroa mural com quatro torres de prata é o símbolo da cidade. Existe um listel de branco com tons esverdeados com a data da emancipação do município.
A paróquia foi criada no dia 20 de maio de …

Inacinha: há 64 anos representando o Natal

Tudo começo em 1945 quando a família ganhou algumas peças e decidiram montar o presépio, e logo chegaram as primeiras visitas. Com o passar do tempo, foram sendo acrescentadas novas figuras ao acervo que hoje se encontra completo.
Clic no título da postagem e leia mais...


A ornamentação de plantas é natural, cultivadas pela própria inacinha. E desde 1988, ele não é desmontado. Algumas imagens vieram da Bahia e tem pinturas italiana.
A representação natalinha teve início com seus pais, Francisco Celestino e Juliana Taveira, mas a sua filha vem mantendo a tradição.
O Presépio que ocupa uma área de 16 m2 e que há 64 anos anos recebe turistas de todo o país, está montado na sala principal da sua residência, na Rua Solon de Lucena. E é uma ótima opção para quem deseja conhecer a nossa cultura.

Rau Ferreira

Fonte:
- http://www.noticiaesperancense.com.br/Editorial/Esperanca/esperanca0012.html

A Equipe do NE!

Desde que entrou no ar no último dia 19, o notícia esperancense tem chamado muito a atenção. E parte desse sucesso se deve a sua equipe de colunistas, formada por profissionais consagrados da comunicação, como Roberto Cardoso e Vera Taveira, além de intelectuais do quilate de Evaldo Brasil, Gustavo Delfino e Emmanuel Souza. Apresetamos aqui um pequeno resumo de suas atividades no jornalismo.
Clic no título da postagem e leia mais...
Roberto Cardoso é jornalista, mas é, também, engenheiro e professor. Tem experiência nas três áreas podendo ficar a vontade para desenvolver critérios técnicos, aspectos pedagógicos ou de opinião, já que milita no rádio há mais de 20 anos e tem experiência como editora de jornal impresso
Vera Taveira é Formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo Vera militou como repórter do jornal oficial “A União” durante muitos anos, como também é secretária de Comunicação do Município.
Evaldo Brasil é comunicólogo, por formação; professor, por opção e digit…

História da LEF

A Liga Esperancense de Futebol foi fundada em 1999, com o objetivo de dar maior apoio ao esporte de Esperança. Seu idealizador e Presidente, Manuel Henriques da Rocha (Rochinha), há mais de 10 anos vem lutando em prol do amadorismo.
A entidade é composta por várias equipes, onde cada uma tem um voto de representação na eleição do seu presidente. O mandato é de 4 anos.
A primeira reunião ocorreu no dia 30 de novembro de 1999, na Rua Epitácio Pessoa, da qual estavam presentes: Beraca, Portuguesa, Grêmio, Londrina, Vasquinho da Chesfe, Madeireira Diniz, Ponte Preta e Decorama. Mas oficialmente, foi instituído o dia 1º de dezembro como data de sua fundação.
Clic no título da postagem e leia mais...



A LEF é registrada em Cartório e possui CNPJ, e funcionou na Rua Antenor Navarro, próximo ao Bar do Palmeiras.
Seus maiores problemas são a falta de incentivo e recursos, e de uma sede social. Mas confessa que alcançou uma grande vitória, ao organizar o nosso esporte amador. Por isso o lema atual d…

Foguete, ex-jogador do América de Esperança

Encontramos no site do Milton Neves uma homenagem ao jogador “Foguete”. A menção encontra-se na coluna “Que fim levou”, e trás um pouco de sua história.

Dogival Eleotério da Silva nasceu em Esperança-PB, no dia 31 de dezembro de 1943. Sendo filho do casal: Francisco Eleotério da Silva e Antonia Rodrigues da Silva.
Iniciou sua carreira no América F. C. de Esperança, em março de 1960. Dando continuidade no Esport Club de Patos-PB, onde pendurou as chuteiras em 1969.
Ganhou o apelido quando chegou para defender as cores daquele time contra o Santa Cruz-RN. Na oportunidade, marcou 4 dos 6 gols da vitória (6 x 1). Incorporou o “Foguete” dentro e fora dos gramados.
O ex-ponta esquerda e fanático vascaíno, era também um comerciante muito conhecido em Patos-PB, onde faleceu no dia 21 de julho de 2006.
A notícia do seu óbito causou grande grande comoção na cidade sertaneja.
Ele era casado e tinha quatro filhos e dois netos.
No detalhe da foto, vemos “Foguete” vestindo a camisa do rubro-negro em 196…

Administradores Paroquiais

Padre Francisco Gonçalves de Almeida
Período: 08 de junho de 1908 à 08 de julho de 1912.

Padre José Vital Ribeiro Bessa
Período: 26 de outubro de 1913 à 22 de janeiro de 1922.

Padre José Borges de Carvalho
Período: 06 de fevereiro de 1922 à 29 de maio de 1929.

Cônego João Coutinho
Período: junho de 1929.

Monsenhor Francisco Severiano de Figueiredo
Período: julho de 1929 à março de 1930.

Padre Álvaro Gabínio de Carvalho
Período: abril de 1930 à 23 de janeiro de 1933.

Monsenhor Francisco Severiano de Figueiredo
Período: 03 de fevereiro de 1933 à junho de 1935.

Padre João Honório de Melo
Período: julho de 1937 à 20 de janeiro de 1951.

Monsenhor Manuel Palmeira da Rocha
Período: 25 de fevereiro de 1951 à 18 de maio de 1980.

Clic no título da postagem para ver a lista completa.



Frei Antônio José de Oliveira
Período: 04 de janeiro de 1981 à março de 1982.

Padre José de Ribamar Ericeira Nunes
Período: 19 de dezembro de 1982 à 10 de maio de 1987.

Padre Patrício Connelly e Padre Barnardo Daly
Período: 21 de maio de 1…

João de Deus Melo

O Dr. João de Deus Melo nasceu nesta cidade de Esperança à 01:00 h da manha da segunda feira, do dia 27 de fevereiro de 1928, na casa que fica entre as esquinas da rua João Pessoa e Travessa Thomas Rodrigues de Oliveira, onde hoje é a Motocleta, sendo filho do casal Severino Francisco de Melo e de Francisca Raquel de Melo.
Iniciou seus estudos no Grupo Escolar “Irineu Joffily” no ano de 1937, e concluiu o curso primário em 1942.
Clic no título da postagem e leia mais...
Em 1943, prestou exame de admissão para o curso Ginasial do Instituto fundado por Pe. João Honório de Melo, em Esperança. E, em fevereiro de 1944, a convite deste mesmo Pároco, matriculou-se no Seminário Arquidiocesano, em João Pessoa, onde cursou Humanidades (1944-1949) e Filosofia (1950-1952).
Em março de 1953, começou a trabalhar na matriz do Banco do Estado da Paraíba – PARAIBAN, na Capital. E, em 1954, prestou vestibular, desta feita, para o curso de Direito da então Universidade da Paraíba, colando grau aos 04 de abr…

Banabuyê DOC

Hoje estreamos no site noticiaesperancense.com.br, assinando a coluna Banabuyê DOC. O lançamento foi precedido de um evento na Câmara Municipal de Esperança, onde se fizeram presentes diversas autoridades municipais e estaduais.
O nome tem a ver com as nossas origens (Banabuyê), que lembra a fazenda de igual denominação surgida a partir das sesmarias requeridas entre 1713 a 1753. E também remete a documentário (Doc). Afinal, este foi o nosso objetivo inicial, escrever a história de Esperança para os esperancenses.
A coluna deverá ter atualização frequente e trará ainda muitas fotos antigas da cidade e muitas curiosidades, como temos feito neste blog. Primaremos pelo ineditismo, nosso maior atrativo.
Agradecemos ao nosso editor Rodolpho Raphael, que nos proporcionou esta oportunidade de contribuir com este que será, em pouco tempo, o maior portal de notícias da Paraíba.
A nossa participação, embora pequena e filantrópica, vem somar a nomes consagrados na comunicação, como Roberto Cardoso e…

O grande dia!

Hoje haverá a entrega do Top Esperancense na Câmara Municipal de Esperança, a partir das 19 horas.
O prêmio foi idealizado por Rodolpho Raphael de Oliveira, com o apoio dos sites parceiros.
As pessoas elegeram os destaques de Esperança, nas mais variadas categorias. A votação se deu pela captura do IP, o que isenta de fraude. Além disso, torna a escolha mais democrática.
Nesta noite, conheceremos os agraciados de 2009 nas categorias: melhor comunicador, radialista, empresa e microempresa, cantor, site, cabeleireiro e escola. Com destaque para o top “Filho Ilustre”, onde estarão concorrendo a Irmã Luciana, a Sra. Vitória Régia Coêlho (autora do hino do município), e o jornalista Jacinto Barbosa, falecido no início deste ano.
A festa contará com ampla cobertura de jornais e sites, além da participação de populares e diversas autoridades.
Na ocasião será lançado o tão esperado portal “Notícia Esperancense”, a grande revelação da comunicação neste ano. A expectativa maior é quanto aos seus col…

Grande final do "Rochão"

A grande final da 8ª edição do “Campeonato de Futebol de Campo – O Rochão”, da cidade de Esperança/PB, está prevista para o próximo domingo, dia 27 de dezembro.
A disputa acontecerá entre as equipes da Decorama e Grêmio, e promete muitas emoções pois tem ares de revanche.
O jogo acontecerá no Estádio do América, e deverá iniciar às 09:30 horas. A entrada será 1 Kg de alimento não perecível, que serão arrecadados em favor da Associação dos Moradores da Comunidade do Portal, para serem distribuídos à famílias carentes.
É o 2º Natal Sem Fome organizado pela LEF – Liga de Futebol de Esperança, por iniciativa do seu presidente Manuel Rocha, e faz parte da ação social da entidade para ajudar os mais carentes.
A direção da liga espera que muitos torcedores compareçam para prestigiar a final do evento, e possam contribuir para um natal mais feliz.

Rau Ferreira

Fonte:
- ligaesperancensedefutebol.com.br, em 06 e 07/12/2009.

Homenagem a Didi de Lita

A pedido da professora Magna Celi, estamos publicando um poema de autoria de Fátima Duarte. Trata-se de uma homenagem a um dos mais tradicionais comerciantes de nossa cidade, Didi de seu Lita.
Didi era proprietário do Comercial Santa Terezinha, no centro da cidade, cujo ponto fora palco de debates políticos e de muito saudosismo no passado.
Ele faleceu no último dia 05 de dezembro, deixando esposa e filhos.
A autora dos versos, era prima e cunhada do falecido, e descreve nestas estrofes um pouco de sua vida.

                                                                         Rau Ferreira

Clic no título da postagem para ler o poema de Fátima Duarte.
HOMENAGEM A DIDI – Meu cunhado e primo.
(In Memorium)

Aquele prédio fechado
Aquela faixa preta
Deixa na gente uma saudade
Penetra na gente uma tristeza!
Tudo se consome tudo passa
E ali naquela calçada
A miudeza de Didi passou
A alegria se foi
Daqueles tão amigos que lá sentavam
Dos fregueses que lhe compravam
Da mulher e filhos que lhe acompanhavam
E …

História da 2ª Vara de Esperança

No ano de 1987, foi criado o Cartório Judicial do 2º Ofício, na Comarca de Esperança. Durante algum tempo, esta unidade judiciária permaneceu como sendo de 1ª Entrância com duas varas.
A solenidade aconteceu no Forum“Dr. Samuel Duarte”, na antiga Praça “Sebastião Duarte”, no dia 03 de março daquele ano. E contou com as presenças do Presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Miguel Levino de Oliveira Ramos, do Vice-presidente daquela Corte, Desembargador Josias Pereira do Nascimento, além do Desembargador Corregedor Coriolano Dias de Sá.
Faziam-se presentes ainda o Prefeito Municipal de Esperança, Luiz Martins de Oliveira, e o Dr. Durval Lins de Albuquerque, que representava na ocasião a Ordem dos Advogados.
Em sua fala, o gestor municipal externou a satisfação do povo esperancense em ver ampliado o quadro do Poder Judiciário local. Enquanto que o Presidente do Judiciário Estadual, agradeceu o empenho do prefeito esperancense e do Dr. Simeão Cananéia na criação daquela vara judicial…

Chegamos aos 5000!

O blog História Esperancense surgiu da necessidade de encontrar um maior número de informações sobre a cidade de Esperança, sua origem e seus aspectos históricos. E com isso fazer um resgate da memória esperancense.
Seu lançamento se deu em 20 de junho desse ano, com o nome de “Esperança, Direito & Poesia”. Mas com o passar do tempo, fomos nos especializando no aspecto histórico e abandonamos as duas outras vertentes.
Nessa caminhada, 18 pessoas se inscreveram como “Seguidores” do blog. E fechamos algumas parcerias, a exemplo do “Notícias Esperancense” e do “Retalhos Históricos de Campina Grande”, dos companheiros Rodolpho e Emmanuel. E fomos obeto de uma matéria publicada no site PBNEWS, no dia 02 deste mês.
Tivemos nossos altos e baixos. O menor número de visitantes diários foi 20, e o maior até agora registrado foi 140. Em média, temos recebido mais de 1000 acessos mensais.
Como também saimos do ar algumas vezes, por falta de apoio. Já comentamos aqui o quanto é difícil escrever so…

O tombo do tombamento

Ao iniciarmos o nosso trabalho, escrevemos sobre o Tombamento Banabuyê e este artigo foi capa do “Notícia Esperancense” em 08 de junho desse ano; republicado a pedido dos internautas em 12 de novembro. Era um desabafo pelo descaso com o nosso patrimônio.
O Açude Banabuyê foi, em épocas remotas, o bebedouro dos Índios Cariris, que resistiram bravamente à colonização.
O Marinheiro Barbosa, construiu a sua residências nas proximidades do local.
O reservatório de água, que serviu a população esperancense, foi enterrado dando lugar a centenas de casas. E finalmente emcampado em 1965, no governo de Pedro Gondim.
E em 2008, o monumento que necessitava ser preservado, foi retirado sem qualquer hesitação ou reverência à memória daqueles tempos.
E hoje literalmente “tombou”, à revelia da memória do povo esperancense.

Rau Ferreira

Hoje a história é outra

Hoje vamos falar da dificuldade de se escrever história. Em relação a nossa cidade, existe pouco material disponível para consulta. E as pessoas que vivenciaram os fatos históricos da época, não se dispõe a conta-los. Alguns até desconversam, deixando para um outro momento.
Um outro obstáculo que encontramos é financeiro, pois tudo tem um custo. Manter um blog sempre atualizado e com postagens de qualidade não é fácil. E até o momento, nenhuma empresa da cidade se interessou em dar o seu apoio financeiro.
Também as pessoas não se sensibilizaram com o nosso apelo, estampado na página principal deste diário.
Solicitamos a colaboração dos nossos leitores, no sentido de enviar fotos antigas, revistas ou qualquer material relacionado ao município e que possa servir de fonte para as nossas pesquisas.
Para que a história não se cale!

Rau Ferreira

Grandes oradores

Alguém já disse que Esperança era um celeiro de intelectuais. E não são poucos os nomes que se destacam nesse cenário.
Num mesmo contexto, destacamos três personalidades locais que tinham o dom da oratória.
O primeiro, dispensa qualquer comentário. O seu discurso "Esperança - Lírio Verde da Borborema" (1925), foi o estopim da nossa emancipação política. Estamos falando do poeta esperancense Silvino Olavo da Costa.
O segundo,  foi um importante político e agente fiscal. Disputou várias eleições ao som de "Bandeira Branca", e liderou por muito tempo a grande legião de "amuados": José (Zeca) Torres. Cumpre destacar que ele foi o orador oficial da 1ª Turma do Ginásio Diocesano de Esperança em 1961.
O terceiro, e não menos importante, é o nosso querido Severino Ramos Pereira. Político, ex-Prefeito (1980-1982), professor e odontólogo. Além de orador era um profundo conhecedor da nossa história, e possuia uma eloquência sem par. A cidade parava para ouvir "Nino…

Site publica notícia da Liga

O site iparaiba.com.br  publicou hoje (13/12) um texto de autoria do administrador deste blog. Trata-se de uma notícia relacionada a Liga Esperancense de Futebol, e sua ação social em prol da Comunidade Portal da cidade de  Esperança/PB.

Quem desejar ler a matéria visite o link abaixo:

http://www.iparaiba.com.br/noticias,170363,5,liga+esperancense+organiza+natal+sem+fome.html

e cofira na íntegra a nossa reportagem.

Rau Ferreira

Coronel Elísio Sobreira, Patrono da PMPB

O Coronel Elísio Sobreira nasceu no ano de 1878, na cidade de Esperança/PB, e ingressou ainda jovem na carreira militar, por volta de 1907.
Em 1912 já era Alferes [1] e juntamente com o Ten. Rangel Farias, o Sargento Pedro Medeiros e o seu companheiro de farda Luiz Riscão, participou do primeiro confronto que a Polícia Militar (à época denominada Força Policial), enfrentou a grupos armados, fato ocorrido na região polarizada por Monteiro, no Cariri Paraibano.
Clic no título da postagem e saiba mais...
Elevado ao posto de Capitão em 1920, foi nomeado Assistente do Governador Solon de Lucena, e designado, anos mais tarde (1924) para o combate aos Cangaceiros na cidade de Sousa.
Em 1926, na condição de Comandante Geral da Corporação, o Tenente-coronel Sobreira dirigiu pessoalmente os combates à Coluna Prestes, instalando-se em São João do Rio do Peixe.
E em 1930, liderou o cerco a Princesa Isabel, onde rebeldes, conturbavam a ordem pública para provocar uma intervenção federal no Estado, e …

Esperança, antes e depois

Por sugestão do nosso amigo Marquinhos Pintor estamos apresentando alguns prédios da cidade, como era antes e como ficou depois.
Clic no título da postagem e saiba mais... e veja as fotos! 




Rau Ferreira



No detalhe da foto, pode ser visto a Igreja Matriz (1935) e sua fachada atual (2009); o prédio do Comercial Santa Terezinha, de seu Lita em 1935, 1960 e 2009. A casa deManuel Rodrigues, que foi demolida para a construção do Banco do Brasil. E finalmente, a Capelinha de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

O Almoço dos Idosos, de Dogival Costa

Dogival Costa foi um comerciante e político esperancense, que residiu na Rua Juviniano Sobreira, em frente a Escola Irineu Joffily.
Era uma pessoa que participava da vida social da cidade, juntamente com sua esposa Nevinha. O casamento matuto de antigamente, saia da sua residência [1].
E como cidadão se preocupava muito com as questões sociais, especialmente com os mais carentes.
Por tradição, sempre aos finais de ano, realizava o “Almoço dos Idosos”, em que oferecia uma ceia de natal para os velhinhos da cidade.
Nesta época, a casa era frequentada não só por velhinhos, mas por pessoas de todas as idades e todos eram bem acolhidos, tudo naquele espírito natalino.
Todos se alimentavam, mas não antes de fazer uma oração. E depois assistiam TV na sala. Ao final da festa, além do banquete que era oferecido, as pessoas ainda recebiam algumas lembrancinhas.
Muitas comidas eram preparadas no dia anterior, a exemplo dos frangos que recebiam os primeiros temperos.
As despesas saiam do próprio bol…

LEF organiza Natal Sem Fome

A LEF – Liga Esperancense de Futebol está organizando o seu 2º Natal Sem Fome. A iniciativa partiu do presidente Manuel Rocha, como parte de sua ação social para ajudar os mais carentes.
Clic no título da postagem e saiba mais...


A grande final da competição “O Rochão” está prevista para o dia 27/12, e arrecadará 1 Kg de alimento não perecível, que serão doados a Associação dos Moradores da Comunidade do Portal e distribuídos para famílias carentes.
Em sua primeira edição, foram contempladas as crianças da “Casa de Apoio à Criança Desamparada – Nosso Lar”, de Esperança.
A disputa se dará entre as equipes da Decorama e Grêmio, e promete muitas emoções.
Vamos todos comparecer ao Estádio do América, a partir das 09:30 horas, e prestigiar este evento, contribuindo para um natal mais feliz.

Rau Ferreira

Fonte:
- ligaesperancensedefutebol.com.br, em 06 e 07/12/2009.

O humor crítico de Evaldo Brasil

O nosso querido Evaldo Brasil chega a ser uma das figuras mais interessantes de Esperança. Com uma intelectualidade fora do comum, atua em diversas áreas. Por sua diversificação deveria chamar-se "Brasis", e esta foi uma brincadeira que fizemos por ocasião da nossa primeira "entrevista virtual".
Hoje chamamos a atenção para uma postagem no seu “Banabuyê 300”. Trata-se de uma foto da cidade vista por um outro ângulo. De uma forma bem humorada porém crítica, ele nos deixa à reflexão com a seguinte frase:
“Esperança recebida em 2009 tinha essa cara de desolação...
que nossa esperança se renove e nova face se faça comunhão...
a quem por acaso se comove que impulsione a transformação
e se evite condenar até se prove”.
Em breve estaremos republicando a sua entrevista, por ora deixamos os leitores observarem a foto-história da cidade.

Rau Ferreira

Fonte:
- evaldobrasil.blogspot.com

Novo visual!

Reformamos o nosso "A Estética do Direito", que se apresenta agora com um novo visual.
Além das matérias relacionadas com a disciplina, trazemos uma coluna com as principais notícias do STF.
No destaque das nossas publicações estão os livros indicados para concursos, comentários às principais inovações da legislação e um resumo de doutrina.
Visite-nos em http://aesteticadodireito.blogspot.com/

                                                       Rau Ferreira

Os 10 Anos da Liga Esperancense de Futebol

Fundada em 1º de dezembro de 1991, a Liga Esperancense de Futebol tem promovido diversos campeonatos na região e congrega a maior parte dos atletas do amadorismo esperancense.
Nestes dez anos de existência, ela tem erguido a bandeira do esporte amador e esperancense. E com muita dificuldade ganhou seu espaço na comunidade, realizando diversos eventos, a exemplo de cursos e campeonatos.
A falta de incentivo e apoio financeiro tem sido o principal obstáculo, segundo o seu presidente Manuel Rocha.
Mesmo assim, esta entidade segue fazendo a sua história com a ajuda de alguns abnegados e amantes das modalidades esportivas, tanto na zona urbana quanto rural.
Ao longo dessa caminhada, a LEF organizou curso de arbitragem e promoveu os campeonatos: Anel do Brejo, Rochão, Ruralzão, Copa da Liga, Campeonato “Cidade de Areial”, e diversos torneios de futebol, com também a corrida do fogo.
Ainda nesse contexto de divulgação do nosso esporte, Manuel Rocha comanda o programa “Ban Esporte”, pelas ondas …

A história do "Notícia Esperancense"

Rodolpho Raphael estreou na rede com o blog “Café e Noticia Esperancense”, em março desse ano. Era um blog simples e artesanal, com pouca oralidade e varbalizazão.
Pouco tempo depois, mudou o desing e também o nome, passando a se chamar “Noticia Esperancense”.
“Nessa nova etapa, observei que a responsabilidade havia aumentado e que várias pessoas da região sul e sudeste observavam este blog para saber noticias de sua terra, como também para surpresa minha pessoas do exterior”, escreveu.
O NE logo se popularizou e chegou a 10 mil acessos com a cobertura do São João de 2009. E ccerca de 40 dias depois, chegou as 20 mil visitas.
Atualmente mais de 38 mil pessoas acessaram o blog, que conta com 50 seguidores.
Daí surgiu a necessidade de fazer um site, que publicasse não só notícias de interesse dos esperancenses, mas de toda a comunidade paraibana.
A principio se pensou em mudar o endereço e o nome deste portal, mas chegou-se a conclusão de que eles faziam parte da própria identidade do porta…

Os Taka-toxas

Os "Taka-toxas" era um grupo carnavalesco formado por jovens da classe média-baixa e que fez história nos anos 80. Teve início em 1982 com cerca de oito integrantes.
Costumavam desfilar vestidos de médicos e possuimam até uma “Imbulança”, com sirene e tudo. No final dos festejos, vendiam o automóvel todo amassado e com o motor batido.
No carnaval a sirene zuava dia e noite. Certa vez o motorista saiu para dar um passeio, passou pela praça, foi até a Igreja e deu um “cavalo-de-pau”. Com isso houve uma denúncia anônima e o Delegado da época prendeu o veículo.
Os rapazes em protesto sairam nas ruas na tentativa de arranjar dinheiro para pagar o carro, pois tinham gasto tudo em cervejas. Encontraram um fogão velho, puseram sobre um carrinho de mão e fizeram uma rifa. Todos os foliões colaboravam independente do prêmio.
Este fato mereceu registro fotográfico e pode ser visto no Livro do Município às fls. 58.
Em 1984 os rapazes resolveram inovar se fantasiando de “Metaleiros do Rock”…

O cruzeiro de Lagoa de Pedra

Um lugar que poderia servir como ponto turistico agro-ecológico é o Cruzeiro de Lagoa de Pedra, a cerca de 3 km da sede do município.
O cruzeiro foi construído no alto de um lagedo de difícil acesso e se supõe que tenha sido levantado em 1930 por um proprietário da região conhecido por Pedro Pimenta, em razão de uma graça alcançada, o que ressalta a religiosidade do nosso povo.
Além de suas belezas naturais, lá existe inscrições rupestres e ossadas consideradas pré-históricas, e a vegetação nativa encontra-se preservada.
Alguns estudiosos já demonstraram interesse em desvendar os mistérios do lugar, que pode muito bem ser considerado um sítio arqueológico.
A comunidade é bastante povoada e sua característica principal é realmente aquela formação rochosa.

                               Rau Ferreira

Fonte:
- Arquivo pessoal e familar.
- http://www.esperanca.pb.gov.br/pages/pontos_pit.php, 01/12/09.

Silvino Olavo no Clube dos Diários

Silvino Olavo da Costa, além de intelecutal, ao que parece, costumava participar da vida social das cidades.
Samuel Duarte [1], referindo-se ao poeta, nos diz que ele fazia “versos e danças no Clube dos Diários”; um verdadeiro dandy que as moças tinham por “inteligente e simpático”. E João de Deus Maurício, em seu livro [2], acentua que ele era um rapaz de boa aparência.
Prova disso é a publicação da nota de 11 de maio de 1925, no Jornal “A União” do Estado da Paraíba. Este periódico anuncia em sua capa o festejado baile do “Clube dos Diários”, que se realizaria na capital paraibana em honra da senhorita Elmar Pinto, rainha dos estudantes do Liceu.
A festa era dirigida por uma comissão que tinha a frente dos trabalhos o Sr. Izidro Gomes, da qual também participava o Dr. Silvino Olavo e Adhemar Vidal.
Certamente o nosso querido poeta marcou presença na ocasião, encantando a todos com o seu charme poético.
No detalhe da foto, a publicação original de “A União”

[1] Em seu artigo “Sombra Ilum…

Eventos sociais do passado

Esperança viveu o auge nas décadas de 20/30. A cidade crescia e há pouco se emancipara (1925). Haviam pequenas indústrias de beneficiamento de algodão, e vários curtumes nas ruas de baixo. Os sapateiros constituíam a classe operária mais organizada, e o comércio de estiva se expandia, escoando a nossa produção agrícola.
Chico de Pitiu lembra com saudosismo em seu livro [1] os eventos sociais que mais se destacaram no passado:
As festas da padroeira e o pastoril profano.
Os carnavais animados pelos blocos “Bom porque pode” (de Novo) e “Lira de Ouro”, e as troças de Chico Pedão.
Os cocos de roda puxados pelos filhos de Pixaco (Preto, Honório e Adauto).
As festas juninas animadas pelas quadrilhas comandadas por Benício, e depois por Ascendino Portela e José Coêlho. E os quitutes de Dona Naninha de Yoyo de Ginú.
As corridas de cavalos organizadas por Alfredo Régis no antigo prado da lagoa, rua que hoje leva o seu nome.
E finalmente o futebol, alegria do povo, cujas “peladas” eram realizadas in…

História Esperancense no site PBNEWS

Sob o título “Blog divulga história da cidade de Esperança”, o PBNews publicou ontem (02/12) um artigo de nossa autoria onde mostra os objetivos do “História Esperancense” e como surgiu essa idéia. Para tanto, contamos com o apoio do colunista do site Nailson Júnior.

O PBNews está na rede desde 2005, trazendo notícias do Brasil e do mundo. E conta com a participação de diversos colunistas, que escrevem sobre futebol, política e cultura.
A nossa matéria pode ser encontrada no link “Últimas notícias” ou na coluna cidade.
Quem desejar conferir é só visitar o endereço:

http://www.pbnews.com.br/noticia/25056

                                                       Rau Ferreira

Origens do futebol em Esperança

Segundo consta, o futebol foi introduzido em Esperança por um ilustre desconhecido de nome “Tião”, que trouxe uma bola de couro da cidade de Campina Grande e formou aqui um time de operários para treinar. Estes jogadores teriam formado em 1925 a equipe do Vera Cruz.
Uma outra versão é atribuída a Manoel Cavalcante de Melo (Yoyo de Biluca), que em 1919 haveria fundado o “Epitácio Pessoa F. C.”
De 1923 a 1930 fizeram historia o Potiguara e o União.
O certo é que, o Vera Cruz foi a primeira agremiação realmente organizada da cidade, formada por humildes operários sob regência do saudoso Basto de Tino. Em contrapartida, o seu rival era o Comércio F. C., composto por balconistas, filhos de comerciantes e pequenos industriais da classe média esperancense.
Esperança vivia o auge do algodão e do couro bovino, e essas duas equipes dividiram a cidade. Havia muito entusiasmo favorecido pela dualidade: rico x pobre; patrão x operário; branco x preto, o que motivava ainda mais os atletas e toda a comu…

Parabéns, Esperança! 84 Anos de História

Esperança

Vale-verde em que deito
Os pensamentos e adamiração;
onde o ar é rarefeito:
Cheio de sentimentos
e não menos de emoção.

As tuas maravilhas espreito
Ó Esperança – Lírio-Verde -
Encosta-me no teu peito
e mata a minha sede!

Quero repousar no teu leito
Alvi-verde, eternamente!...
desejo assim que me aceites -
E quando falarem ao meu respeito
Serei Esperança, simplesmente.

Rau Ferreira

Imagens:
- Rua Manuel Rodrigues: Centro, 1935;
- Prefeitura de Esperança: Convite, 2009;
- Igreja Matriz: Centro, 1935;
- Igreja Matriz: Centro, 1980.


Fonte:
- Poema: Esperança, autoria de Rau Ferreira
- http://seceducaesperanca.blogspot.com/, em 27/11/2009;
- Arquivo pessoal: fotos.